01.08.2018  /  9:00

Raio-X com Felipe Mar, DJ queridinho de Bruna Marquezine e Marina Ruy Barbosa

DJ Felipe Mar || Créditos: Divulgação

Se você ainda não ouviu falar de Felipe Mar, com certeza já o viu no Instagram de celebs, como Bruna Marquezine e Marina Ruy Barbosa. Ele é o DJ que tem embalado as festas mais concorridas do Rio – do aniversário dessas atrizes ao casamento de Isis Valverde e André Resende, só para citar os mais recentes. A história de Felipe como DJ começou há 10 anos, quando ele passou a agitar, por acaso, festas armadas pelo stylist José Camarano. Na época, ele trabalhava com moda, área que deixou totalmente há apenas dois anos. Seus primeiros sets nas pick-ups rolaram no extinto programa “Desencalha”, do Multishow. “Valeu a experiência mas logo percebi que meu negócio era festas e pistas”, falou ao Glamurama. Em entrevista ao site, o DJ afirma: “Não sou um web celebrity ou ex-bbb, sem ofensas. Estudei pra estar onde estou.” Para saber tudo sobre o hype por trás de Felipe, que parece ter vindo para ficar, só conferir o papo!

Música bagaceira para Maria Bethânia. Oi?
Felipe trabalhou muitos anos com moda e, apesar de ter ingressado na música uma década atrás, apenas há dois se dedica exclusivamente a ela. Sua história teve alguns momentos que marcaram esse turning point. O primeiro foi no casamento de Preta Gil, em maio de 2015. “Tinha acabado de fazer uma turnê de verão com a Preta e ela me convidou para tocar na festa dela. Ali que fui apresentado para toda a classe artística. No meio da festa, Preta me pediu que tocasse música “bagaceira” (É o Tchan, funk, Cia do Pagode e etc), e eu pensei:’como vou tocar tudo isso em frente à nata do MPB?’ Maria Bethânia, Caetano Veloso, Gilberto Gil, estava todo mundo lá. Preta amarrou o vestido, tirou os sapatos e a pista decolou até às 10h da manhã”. Nesta noite não houve cachê. Felipe tocou como um presente à amiga e madrinha.

Altos e baixos
“Na virada do ano toquei no Réveillon de Noronha, só música eletrônica. Na minha primeira festa lá rolou uma turma que foi contra o meu som, e um cara lançou uma lata em mim. Nunca tinha passado por isso. Baixei a cabeça e continuei, mas a Renata Meirelles e a Mica Rocha viram a cena e ficaram revoltadas. Quando vi uma galera  – Neymar, Marquezine e etc – se uniu a elas e todos subiram no palco para me defender. Depois disso a pista pegou fogo.”

O segredo para manter a pista animada
“A frase que permeia meu trabalho é: a pista manda no meu set. Se as pessoas gostam tanto do meu som, é porque eu consigo atender o que eles querem. Toco para gregos e troianos. Outro dia fiz a festa de aniversário de 80 anos de Leona Forman, fundadora do BrazilFoundation, no Rio, e ela me pediu que tocasse hits das décadas de 1930, 40, 50 e 60, e ver uma senhora curtindo tudo de andador também foi um grande prazer. Estou conquistando meu espaço por isso, pela minha capacidade de identificar a pista, além de ser performático. Hoje em dia eu faço praticamente as festas de todos os artistas.”

À esquerda, o DJ Felipe Mar ao lado de Bruna Marquezine, Neymar e Davi Lucca, filho do jogador. À direita, o DJ entre Isis Valverde e André Resende na festa de casamento do casal || Créditos: Reprodução Instagram

Os mais animados das pistas
“A galera que passa o Réveillon em Noronha, que é uma galera muito amiga, muito unida e dança tudo. Izabel Goulart, Bruna Marquezine, Neymar, Giovanna Ewbank, Bruno Gagliasso, Leo Fuchs. Essa é a turma que está sempre na pista. Mas no geral todo mundo dança muito, sabem as coreografias… Não tem uma única pessoa que se destaca, mas a Ludmilla é uma que dança como se não houvesse amanhã. A verdade é que não tem esse mito por trás das festas das celebridades. É o momento deles de verdade, com os amigos, então eles se soltam mesmo, ficam a vontade, bebem e dançam demais. Não estão nem aí. No aniversário de Bruna Marquezine do ano passado, por exemplo, eu toquei durante 8h30 e ela ficou o tempo todo na pista.”

Festas inesquecíveis
“São muitas festas, mas entre as inesquecíveis dos últimos tempos estão os aniversários de Marina Ruy Barbosa, Bruna Marquezine e da Ludmilla e o Arraiá do Copa.”

Cena hilária 
“Na última festa de aniversário da Tatá Werneck, ano passado, eu estava tocando quando ela veio me pedir, por favor, para que eu interrompesse o seetlist por uns instantes. Tudo isso porque Sandy tinha acabado de chegar e, como ela é muito fã, fez a banda que estava tocando antes de mim voltar. Ela me pediu mil desculpas e eu falei: Tatá, a festa é sua!'”

Alok
“No aniversário de Marina Ruy Barbosa percebi que o Alok ficou assustado ao me ver tocar. Eu sou muito performático, curto a festa junto, saio suado e isso deu uma assustadinha nele. A reação que eu vi foi de um olho arregalado.”

Empurrãozinho 
“Eu tive um bom direcionamento de carreira, mas também pude contar com um bom boca a boca. É um mercado muito louco de se firmar. Toco desde 2008 e as coisas começaram a acontecer só há três anos. Tiveram outros nomes que se destacaram neste meio tempo, como os DJs Papagaio e Tartaruga, mas eu tive a sorte de ter alguns padrinhos. Rola um ciúme em relação a mim. Eu entrei com mais pressão.”

Próximas festas
“Vou tocar no casamento de Camila Queiroz e Klebber Toledo em Jericoacoara, que acontece em agosto, e no Baile da Favorita.”

Setlislist
“Eu toco por cerca de duas e três horas por festa, mas sempre me empolgo e acabo prolongando este tempo.”

Cachê
“Depende de vários fatores, mas hoje varia de R$ 6 a R$ 10 mil.”

Gafe nas pistas
“Pedir música! Vamos criar o movimento não peçam música para o DJ. É muito chato, muito feio. É preciso entender que ali, por mais que não haja um microfone, é um show. O DJ se preparou, segue um setlist…”

Abaixo, Felipe entrega playlist que embala as festas dos famosos. Som na caixa!

“Michael Douglas” – João Brasil

“Sua Cara” – Major Lazer (feat. Anitta & Pablo Vittar) 

“Vai Malandra” – Anitta, Mc Zaac, Maejor ft. Tropkillaz& DJ Yuri Martins

“New Rules” – Dua Lipa 

“Mi Gente” – J Balvin