23.02.2018  /  11:28

Tweet de Kylie Jenner custou perto de US$ 500 mi aos cofundadores do Snapchat. Entenda!

Bobby e Murphy com Evan Spiegel, e Kylie Jenner || Créditos: Getty Images

Em crise há pelo menos dois anos, o Snapchat anda tão mal das pernas que até um simples tweet de Kylie Jenner é capaz de afetá-lo. Como assim? É que na quarta-feira a supermodelo comentou no Twitter que a situação do aplicativo é “muito triste”, dando a entender que ninguém mais o usa, o que acabou afetando a ação da empresa cofundada por Evan Spiegel negociada na bolsa de Nova York, que terminou o dia seguinte com desvalorização de mais de 6%.

Só para se ter uma ideia em números do que isso significa, a queda representou uma perda de mais de US$ 1,3 bilhão (R$ 4,2 bilhões) em valor de mercado para a Snap Inc., a dona do Snapchat, e fez evaporar perto de US$ 500 milhões (R$ 1,6 bilhão) das fortunas de Spiegel e de seu sócio no negócio, Bobby Murphy. O fato de que o app mudou o layout recentemente, irritando muitos usuários, também é apontado como um dos motivos por trás da má performance no pregão.

Uma das celebridades mais influentes do Snapchat, onde conta com 25 milhões de seguidores, Kylie já tinha criticado a mudança no começo do mês, mesma época em que uma petição online no site Change.org obteve mais de 1,2 milhão de assinaturas de pessoas pedindo pela volta do design anterior. Isso sem falar que no ano passado o analista em mídias sociais americano David Pierpont chegou a declarar a “morte” do aplicativo de fotos e vídeos.

De acordo com o profissional, a culpa seria do Stories, lançado pelo Instagram em 2016. “Foi a morte do Snap. Quando aconteceu [o surgimento do Stories] todo mundo pensou ao mesmo tempo: ‘Acabou.’”, Pierpont disse em uma entrevista que concedeu para o canal CNBC, enquanto o dono do aplicativo curtia a lua de mel com Miranda Kerr pela costa da Itália a bordo do megaiate “Joy”, que alugou por € 840 mil (R$ 3,35 milhões) semanais. (Por Anderson Antunes)