Túnel do Tempo: Angélica relembra carreira de cantora e revela que se inspirava em Madonna

14 Compartilhamentos
14
0
0
0
0
0
Angélica se inspirou em Madonna durante sua carreira musical / Crédito: Reprodução

Quem não se lembra do hit ‘Vou de Táxi’? Lançada em 1998, a música foi a responsável por marcar a carreira de Angélica, aos 15 anos. Depois, outros sucessos vieram, com shows por todo o Brasil e até no exterior. Agora trabalhando apenas como apresentadora, a loira está afastada dos palcos há 20 anos, mas relembrou, em entrevista ao Ghsow, a sua carreira musical. “Na verdade, a música veio antes até da apresentadora. Eu já fazia televisão, novela, comerciais, fotos, modelo mirim… e já cantava porque a minha agência de publicidade reunia aqueles talentos infantis e fazia shows. Mas não deu certo, porque não é fácil mesmo, é uma carreira muito complicada e eu era muito pequena, tinha uns 10, 11 anos. Então, fui fazer televisão na Manchete e, quando comecei como apresentadora, a carreira musical se abriu e foi mais fácil gravar o primeiro LP e me lançar como cantora. Mas o grande desejo primeiro era a música”, começou Angélica.


Não precisamos nem dizer que ‘Vou de Táxi’ foi parar no topo das paradas musicais. Com apenas 15 anos, ela mergulhou numa intensa rotina de trabalho, shows e viagens pelo país. “Não esperava que ia ser aquilo, show para tanta gente, tantas pessoas conhecendo a música, eu era muito nova. Tudo foi acontecendo e eu ia naquela onda, curtindo o momento e já pensando na próxima música de trabalho”, disse.

Ao todo, Angélica lançou 13 álbuns de músicas inéditas, todos eles passando das 100 mil cópias vendidas, além de sete coletâneas. O último disco foi lançado em 2001. Ao longo de todos esses anos, a maior inspiração da apresentadora era Madonna. “Sempre fui muito fã da Madonna. Adorava os shows dela e tem vários shows meus que eram bem inspirados no que ela fazia no palco”, conta.

“Conheci a Madonna e conversei… Quer dizer, conversei não, porque quando estou perto dela fico sem palavras. Então, não converso, fico só ouvindo. É isso, né, para o fã, o ídolo é sempre assim, você fica ali babando naquela pessoa. E a Madonna é uma pessoa assim para mim, apesar de conhecer e já ter tido vários contatos de ficar junto em situações muito à vontade, para mim nunca é ‘à vontade'”, confessa.

Atualmente, Angélica não pensa em voltar a cantar, mesmo assim, a sua relação com a música é especial e ela não deixar de ouvir várias playlists ao longo do dia. “Adoro música, ela é muito presente na minha vida. Ouço muito, canto muito em casa, gosto de ir a shows. Tem um monte de gente que eu gosto. Estava ouvindo uma que tinha Tiê, que é uma cantora que acho maravilhosa, e Anavitória, que cantam a música do ‘Simples Assim’. Gosto muito de Caetano, Gil, Roberto Carlos, adoro Ivete Sangalo, Seu Jorge… E tem muito mantra também. Vou misturando tudo, minha playlist é bem doida”, revelou.