07.12.2009  /  13:30

Sacha Baron Cohen está sendo processado por um palestino que aparece no último filme dele, “Brüno”.

Sacha Baron Cohen recebeu uma notícia das mais indigestas: está sendo processado por um palestino que aparece no último filme dele, "Brüno", como um terrorista. O problema é que Ayman Abu Aita é, na verdade, um simples dono de mercearia. Ele diz que ter sido descrito como o líder do grupo Al Aqsa Martyrs Brigade, arruinou a vida dele, já que ele é um pacifista, totalmente contra o terrorismo.

* Em entrevista a David Letterman em julho, Sacha disse que a produção do filme teve acesso a este "verdadeiro terrorista" por meio de um contato da CIA.

* Pai de quatro filhos, Abu vive recebendo ameaças de morte e entrou com uma ação, segundo o jornal britânico "Daily Mail", pedindo US$ 115 milhões do comediante, de Letterman e da NBC. Detalhe: o valor é metade da bilheteria arrecadada pelo longa.

Sacha Baron Cohen como Brüno: sofrendo as consequências...