09.02.2018  /  9:00

Tudo pronto para a primeira exposição de Ana Bial, filha de Pedro Bial, em Nova York!

Ana Bial e a tela “The Nature of Things”: a exposição “The Head Is Round” acontece nesta sexta-feira na Galeria Lazy Susan, em NY || Créditos: Reprodução / Instagram

Quem estiver em Nova York nesta sexta-feira e quiser fazer um passeio artsy que foge da mesmice, é bom se agendar para conferir de perto a exposição “The Head Is Round”, que acontece das 19h às 22h, na galeria Lazy Susan, no Lower East Side, em Manhattan. Essa é a oportunidade de ver de perto o trabalho de Ana Bial, filha do jornalista Pedro Bial, que desde os 15 anos pinta e borda, atiçando seu lado artístico que nada tem a ver com o jornalismo que parece correr nas veias da família.

A exposição pop-up vai reunir pinturas de Ana e de outras duas artistas: Cela Luz e Maíra Senise. O título da expo foi inspirado na frase do artista e poeta francês Francis Picabia que diz, em tradução livre: “Nossas cabeças são redondas para que os pensamentos possam mudar de direção”. Com curadoria de Gisela Gueiros, que é formada em história da arte pelo Sotheby’s Instute of Art de Nova York, a mostra é um sopro de frescor para quem anda atrás de novidades visuais. “Já organizei cerca de 20 exposições como esta, mas toda vez trato como se fosse a primeira. Para manter um olhar novo, colaborar com cada grupo específico de artistas, escutar o que tem a dizer e estar aberta para as novas possibilidades”, entrega Gisela.

Telas de Maíra Senise, “Pink City”; Ana Bial, “Glue Top”; e Cela Luz “Guilty Pleasure” que estarão na exposição pop-up na Galeria Lazy Susan || Créditos: Divulgação

Em suas telas, Ana retrata naturezas mortas e colagens visuais de imagens absorvidas do cotidiano, por exemplo, o panfleto do supermercado com seu design anônimo em cores vibrantes ou uma rosa seca que sobra de algum job como produtora de arte. Todos esses elementos encontram espaço e novo significado nas pinturas da artista que desembarcou no Rio de Janeiro na última semana, mas não ficou para o Carnaval. A moça anda flertando também com esculturas, que aliadas às pinturas, formam traços visuais do dia a dia agitado de quem vive numa cidade como Nova York. Must see!

+
Sexta-feira – 9 de Fevereiro
Galeria Lazy Susan, 191 Henry Street – Lower East Side / Das 19h às 22h