27.08.2019  /  12:42

Troca de nome de fundação indica que os tempos de William, Harry, Kate e Meghan como o “Fab Four” chegaram ao fim

Os príncipes William e Harry, e Meghan Markle e Kate Middleton || Créditos: Reprodução

O “Fab Four”, como foram apelidados tempos atrás pela imprensa britânica os príncipes William e Harry e suas respectivas mulheres, Kate Middleton e Meghan Markle, agora é coisa do passado. Isso ficou claro em um memorando enviado no último dia 8 pela The Royal Foundation, que até então representava os interesses filantrópicos dos dois casais, e no qual está explícito que a entidade deveria ser conhecida de lá pra frente apenas como The Royal Foundation of the Duke and Duchess of Cambridge (Fundação Real do Duque e da Duquesa de Cambridge), carregando em seu nomes apenas os títulos reais dos futuros rei e rainha dos britânicos.

O motivo do “divórcio” tem a ver com os desentendimentos entre William e Harry no passado recente, principalmente com relação à maneira como cada um achava que a The Royal Foundation deveria ser tocada. O primeiro defendia uma gestão mais profissionalizada e o menos impessoal possível, ao passo que o segundo acreditava que eles deveriam usar a própria fama para alavancar seus programas e, claro, queria que sua mulher tivesse um papel fundamental nisso.

No fim o que ficou decidido foi que seria melhor ambos terem suas próprias fundações, razão pela qual Meghan e Harry lançaram a Heads Together, que foca na promoção da discussão de problemas de saúde mental e tem o marido da ex-atriz como uma espécie de “garoto-propaganda”. A propósito, de acordo com o que tem sido publicado no Reino Unido, William e Harry – que desde pequenos sempre foram unha e carne – hoje em dia só se falam por meio de intermediários e exclusivamente para tratar de assuntos formais. (Por Anderson Antunes)

O memorando enviado no começo do mês pela The Royal Foundation, que agora é só de Kate e William || Créditos: Reprodução