10.10.2015  /  8:04

Totia Meireles: sobre como ser gostosa aos 57. À entrevista!

Totia Meireles em cena de "Nine" || Créditos: Divulgação
Totia Meireles em cena de “Nine” || Créditos: Divulgação

Totia Meireles aparece só de lingerie e meia arrastão em “Nine”, musical que ganhou montagem brasileira pelas mãos da dupla Charles Moeller e Claudio Botelho e estreou nessa quinta-feira sua temporada carioca, no Shopping da Gávea. Glamurama ficou de queixo caído com a boa forma da atriz – prestes a completar 57 anos, neste domingo, data que será comemorada… No palco. À entrevista! (por Michelle Licory)

Ex-vedete, meio mafiosa

“Interpreto a produtora do filme que o Guido [protagonista] está tentando fazer. É uma mulher muito dura, muito rígida com ele, e ao mesmo tempo ela é bastante glamurosa porque no passado foi uma vedete do cabaré Folies Bergère, onde ele a conheceu, com apenas 8 anos. Então ela é importante para ele, marcou e  foi uma centelha para essas loucuras dele. E ela ainda é meio mafiosa, cobra do Guido. Ele está a enlouquecendo e ela o enlouquece porque já deu o dinheiro e ele não tem filme, fala que detesta musical, mas ela diz que quer que o longa seja musical”.

“Fica tudo meio murcho”

“Eu sou cria do balé, fiz minha vida inteira, ainda faço aula de vez em quando. Fui bailarina antes de ser atriz, então a memória muscular dá uma ajuda. E malho, corro atrás. Com quase 60 tem que ser assim. Orgulho feminino? Na verdade, a gente sempre tem um pé atrás… ‘Ah não, estou meio gorda’. Aí fecho a boca… Mas é bom me apresentar com esse figurino e receber esse tipo de elogio [pelo corpo em forma] de uma pessoa novinha. Ai, que bom. Linda, eu? Então está valendo a pena. Na temporada de São Paulo eu estava mais magrinha. Agora estou com aqueles dois quilos acima chatos que fazem a diferença. Mas depois de uma certa idade, não dá para querer ficar magérrima. Primeiro porque a gente não consegue e segundo porque fica tudo meio murcho. Nunca fui magra, sempre fui normal. Gostosa? É, a gente usa essa desculpa… ”

Fellini x Almodóvar

“Estou aqui nesse universo do Fellini, inspirado no filme ‘Oito e Meio’, e é tudo tão mágico. Foi feito há tanto tempo, nos anos 60, mas as relações não mudam. Nosso musical tem uma roupagem diferente do filme, e assim a gente consegue entender mais a cabeça desse cineasta maluco e a relação dele com as mulheres: a prostituta, a mãe, a produtora, a esposa. Meu personagem é a junção de dois papeis do filme, que assisti, claro. E vi as montagens da Broadway e de Londres. A gente olha tudo, mas acaba fazendo o nosso, coloca nossa brasilidade. Ao mesmo tempo, estou ensaiando a versão do Miguel Falabella de ‘Mulheres à Beira de um Ataque de Nervos’, do Almodóvar, então são dois homens loucos na minha vida agora. A Marisa Orth também vai estar na peça”.