26.03.2016  /  7:50

Top nutricionista ensina melhor jeito de consumir chocolate. Se joga!

Andrea Santa Rosa Garcia e o chocolate: pode comer, sim || Créditos: iStock e Juliana Rezende
Andrea Santa Rosa Garcia e o chocolate: pode comer, sim || Créditos: iStock e Juliana Rezende

Andrea Santa Rosa Garcia é nutricionista de meia Rede Globo, de Angélica a Gloria Maria – passando por seu marido, Marcio Garcia, claro. Ela conversou com a gente sobre nosso tema preferido nesses dias: chocolate! Quer aproveitar a Páscoa sem culpa? Vem ler aqui embaixo! (por Michelle Licory)

O melhor tipo de chocolate para consumir

“O chocolate acima de 50% de cacau (tanto para mulheres como homens)”.

O lado bom

“As sementes de cacau e seus derivados primários são ricos em polifenóis (fitoquímicos), em particular os flavonóides (catequinas e proantocianidinas), que podem ter efeito anti-hipertensivo, atuar na prevenção de doenças coronarianas, contribuir para a redução da peroxidação lipídica, aumentar a concentração de colesterol HDL e ter ação antioxidante”.

O vilão

“Devemos evitar o chocolate branco. Ele é composto de manteiga de cacau, açúcares e gorduras, o que não agrega nenhum valor nutricional ao alimento. O chocolate ao leite na maior parte de sua composição possui leite em pó, açúcar e gordura. O cacau, que é um alimento funcional, que irá trazer benefícios a nossa saúde, é o ingrediente que aparece em menor quantidade.

Tá liberado

“Se o chocolate for acima de 50% de cacau não há nenhum problema em consumir 30 gramas ao dia”.

Os dublês

“Existem outras opções ao chocolate [usadas em tabletes, “tipo” chocolate, com um visual parecido, mas mais saudáveis] . A  alfarroba é uma vagem comestível que possui baixo teor de gordura e é rica em vitaminas do complexo B e E. A soja possui gorduras poliinsaturadas que são anti-inflamatórias, protetores cardiovasculares tanto quanto os polifenóis do cacau. As duas opções são fontes de proteína vegetal. A alfarroba tem minerais como  cálcio, ferro, magnésio, fósforo, potássio, zinco, manganês, cobre e selênio – essenciais para o equilíbrio orgânico e funcionamento de todas as nossas células. Já existem no mercado achocolatados mais nutritivos que os comuns como os enriquecidos com colágeno, com maior teor de cacau e adoçado com açúcar do coco.

 O melhor horário

“Ao longo do dia nosso metabolismo reduz sua velocidade, por conta disso é interessante que o consumo na parte da noite seja evitado. Mas na minha prática clinica é muito comum meus pacientes relatarem a vontade por doces na parte da noite. Costumo liberar 2 quadradinhos. Consumindo com moderação não há problemas.