05.12.2016  /  13:23

Tom Ford é mais um estilista que se recusa a vestir a 1ª dama dos EUA

Créditos:
Tom Ford diz que não vestirá a futura primeira dama Melania Trump || Créditos: Getty Images

Vestir ou não Melania Trump é a polêmica da vez no mundo da moda. E Tom Ford é o novo estilista a se posicionar ao lado da estilista Sophie Theallet, porta-voz do boicote à futura primeira dama dos Estados Unidos e dizer que não vai vesti-la. A revelação foi feita durante entrevista ao programa “The View” nessa quarta-feira.

Quando Joy Behar, apresentadora do programa, sugeriu que a “bela e magra” futura primeira dama ficaria ótima em suas criações, o estilista respondeu: “Não sei, fui procurado para vesti-la anos atrás e declinei. Ela não é necessariamente a minha imagem.”

Tom Ford salientou que votou em Hillary Clinton e que está “muito triste e decepcionado que ela não está no cargo”. Sobre não vestir Melania, concluiu que acha que uma primeira dama não deve usar roupas que o povo americano não pode usar, dizendo que “mesmo se Hillary tivesse ganho, ela não deveria usar minhas roupas. Elas são muito caras”.

Vale lembrar que Michelle Obama, ao longo do mandato de seu marido Barack Obama, sempre mesclou looks acessíveis com peças caras assinadas por marcas e estilistas predominantemente americanos, entre eles Jason Wu, Christian Siriano, Michael Kors, Reed Krakoff, Naaem Khan, Thom Browne, J. Crew, Prabal Gurung, Sophie Theallet e Talbots.

Entre os poucos estilistas que disseram que vão sim vestir Melania Trump nos próximos quatro anos, está Tommy Hilfiger e Ralph Lauren, que enviou para ela o macacão branco usado no discurso de vitória de Trump.

Assista a entrevista abaixo.