29.01.2018  /  16:01

Tom Brady perde a esportiva com jornalista que chamou sua filha de “chata”

Tom com Gisele e a filha deles, Vivian, no colo || Créditos: Getty Images

Há anos que Tom Brady concede religiosamente uma entrevista semanal para a rádio WEEI, de Boston, principalmente quando o campeonato da NFL – a Liga de Futebol Americano – está prestes a chegar ao fim, como é o caso neste momento. Mas ele rompeu com a tradição nesta segunda-feira, quando interrompeu abruptamente um breve bate papo que teve com o radialista Alex Reimer.

Tudo por conta de um comentário que Reimer fez na semana passada sobre uma cena do documentário que o marido de Gisele Bündchen estrelou recentemente, o “Tom vs. Time”, na qual a filha dele e da supermodelo – Vivian, de 5 anos – aparece brincando animadamente. “Que menininha chata”, o profissional disse sobre a herdeira dos dois, ainda que em tom de brincadeira.

“Eu sempre tratei todos [da rádio] com muito respeito”, Tom disse por telefone para Reimer na manhã desta segunda-feira. “Sempre participei dos programas de vocês. É muito decepcionante ouvir isso [os comentários sobre Vivian]. Minha filha ou qualquer outra criança não merecem isso. Não tenho mais nada a declarar, quem sabe nos falamos em outro momento”, completou, e em seguida encerrou a ligação.

O quarterback do New England Patriots vai disputar no dia 4 de fevereiro o oitavo Super Bowl de sua carreira e como sempre acontece nessas ocasiões tudo que diz respeito a ele – inclusive a vida familiar – vira pauta da imprensa esportiva americana tanto que, na semana passada até a revista “Sports Illustrated” classificou Gisele como a maior ameaça ao futuro do Patriots, por causa da insistência dela para que o amado pendure as chuteiras. (Por Anderson Antunes)