24.12.2019  /  13:16

Todos os detalhes do Réveillon milionário de Alexandre Grendene, um dos mais badalados da América do Sul

Alexandre Grendene e Nora Teixeira || Créditos: Reprodução

Já estão acertados todos os detalhes para as comemorações de Natal e Réveillon do casal Nora Teixeira e Alexandre Grendene Bartelle, ocasiões raras em que os dois conseguem juntar seus nove filhos (duas dela e sete, entre homens e mulheres, dele). Eles receberão mais uma vez nesse fim de ano cerca de 400 convidados no château de US$ 15 milhões (R$ 61,2 milhões) que têm em Punta del Este. A propriedade ocupa um quarteirão inteiro do bairro Beverly Hills, o mais caro da cidade uruguaia e que, assim como no original de Los Angeles no qual teve seu nome inspirado, é conhecido pelas residências sem CEP e apenas com o sobrenome de seus donos no portão de entrada, o que deve facilitar e muito a vida dos carteiros de lá e a dos motoristas de ônibus de turismo que vivem fazendo tours guiados pelo local. A atração principal nesse caso, claro, são as casas de cair o queixo e os ricaços que as habitam.

A organização de tudo sempre fica por conta da própria Nora – ou Norinha, para os mais chegados – que também é empresária do setor de eventos e comanda a casa de espetáculos mais exclusiva de Porto Alegre, a Casa NTX. Anfitriões exemplares, ela e o marido (que nunca se casaram no papel mas vivem juntos há mais de 20 anos), só oferecem do bom e do melhor quando recebem, de cardápios assinados pelos melhores chefs aos vinhos e champanhes das melhores safras, sempre servidos por garçons impecavelmente uniformizados. Lembra até os lendários réveillons de Roberto Marinho na cobertura que o fundador da Globo tinha na Avenida Atlântica, no Rio, e que abria apenas no dia 31 de dezembro para receber o Ano Novo. Frise-se que o endereço uruguaio de Grendene e sua companheira será point de festas dia sim e outro também desde já até o fim do verão, lembrando que o bilionário – que não suporta o frio – praticamente não tem residência fixa e vive onde estiver fazendo calor.

Se sobrar tempo nas próximas semanas, aliás, ele também deverá dar um pulinho em Florianópolis, onde mantém uma casa de praia em Jurerê Internacional. Miami, onde o cofundador da fabricante de calçados Grendene tem um apartamento no exclusivo Fendi Château Residences, é destino certo dele de abril de 2020 pra frente, quando o sol por essas bandas começa a brilhar menos. Entre uma trip e outra, sempre a bordo de seu jatinho Falcon 7X, também é certo que o casal em breve dê um pivô em São Paulo pra checar como ficou seu apartamento na Praça Pereira Coutinho, na Vila Nova Conceição, endereço mais caro da capital paulista. O imóvel com vista privilegiada do Parque do Ibirapuera passou por uma mega-reforma que durou meses e custou alguns milhões de reais.

O ano que se encerra foi ótimo em termos financeiros para Grendene, que completa sete décadas de vida no dia 2 de janeiro. As ações da Grendene subiram forte na bolsa, assim como as da construtora Even, também dele. Resultado: o empresário começou 2019 com uma fortuna estimada em US$ 2 bilhões (R$ 8,2 bilhões) e chega em dezembro cerca de US$ 400 milhões (R$ 1,63 bilhão) mais rico, graças à boa performance das empresas no mercado financeiro. Mas também foi em 2019 que ele perdeu sua cachorrinha, a bichon frisé Kate, que o acompanhava em todos os lugares havia mais de 13 anos. Aos mais próximos, Grendene chegou a dizer que nem todo o dinheiro que tem servia para aliviar a dor que sentiu por causa da morte da pet, cujo nome emprestou para batizar seu iate, o “Madame Kate”.

Irmão gêmeo dele, Pedro Grendene Bartelle (que é dono de outra marca de calçados, a Vulcabras Azaleia) também entrou pela primeira vez na vida nas listas de bilionários nesse ano, com estimados US$ 1,1 bilhão (R$ 4,49 bilhões) de patrimônio pessoal. Além da empresa, também é de Pedro a Nelore Grendene, uma gigante do setor agropecuário brasileiro de onde saem os touros mais caros do Brasil. Pedro tem sua própria casa em Punta, mas costuma badalar com frequência nos agitos organizados pelo irmão – ambos sempre foram festeiros. Tanto que nas altas rodas uruguaias um ditado em homenagem aos dois é dito sempre que o assunto é cair na folia: “Se for pra se divertir, que seja como um dos gêmeos!”.

Château de Grendene em Punta del Este || Créditos: Reprodução