27.10.2014  /  15:02

Tesco vende jato de R$ 93 milhões para dar lição em funcionários

O jatinho Gulfstream G550 da Tesco

A Tesco, maior rede de supermercados do Reino Unido, colocou à venda seu jatinho particular por 23 milhões de libras (R$ 93 milhões), como castigo para seus executivos, que estão sendo investigados por inflar os lucros da empresa e causar um rombo de 250 milhões de libras ao grupo. O documento da venda do jato relata os luxos que eram oferecidos para os executivos de alto escalão no Gulfstream G550, feito para 14 passageiros: adega, chuveiro, TVs e uma autonomia de voo de 3.444 horas.

Os documentos da Tesco mostram que foi gasto mais de 28 milhões de libras (R$ 114 milhões) entre 2005 e 2012 com voos para executivos da empresa em jatos particulares. A Tesco enfrenta uma das maiores crises de sua história. Dave Lewis, presidente que assumiu o cargo em setembro, foi quem descobriu a diferença de 250 milhões de libras nos lucros da empresa entre janeiro e junho de 2014. A investigação interna está sendo conduzida pela firma de contabilidade Deloitte e pelo escritório de advocacia Freshfields.

A Tesco já tinha encomendado um novo jato do mesmo modelo, avaliado em 31 milhões de libras, para substituir o antigo, que é de 2008. Ele tinha sido entregue há poucas semanas, mas Dave Lewis o vendeu imediatamente. Abaixo, o jato à venda.