18.05.2020  /  12:04

Tênis usado e autografado por Michael Jordan é leiloado pela soma recorde de R$ 3,21 milhões

O Air Jordans leiloados e a última vez que foram vistos em públicos, nos pés de Jordan || Créditos: Reprodução

Considerado item de colecionador, um par de tênis usado e autografado por Michael Jordan foi arrematado em um leilão online realizado pela Sotheby’s nesse domingo pela bagatela de US$ 560 mil (R$ 3,21 milhões). O valor é o mais alto desembolsado até hoje por sapatos desse tipo de que se tem notícia, e surpreendeu até mesmo os organizadores da venda no martelo virtual, que esperavam arrecadar algo entre US$ 100 mil (R$ 573,6 mil) e US$ 150 mil (R$ 860,4 mil) com a raridade. Ninguém sabe ainda quem foi o autor do lance vencedor, e o recorde anterior pertencia ao “Moon Shoe”, um tênis de corrida lançado pela Nike e leiloado anos atrás por US$ 437,5 mil (R$ 2,51 milhões).

Chamado de Air Jordan 1 e projetado pelo próprio astro do basquete que lhe dá nome, o tênis é considerado o “piloto” da marca de sneakers que a lenda da NBA criou em parceria com a Nike em 1984, possivelmente a mais bem-sucedida da história dos esportes e recentemente retratada na série documental “The Last Dance”, da Netflixsó nesse ano, as receitas dos Jordans by Nike deverão atingir a cifra de US$ 4,5 bilhões (R$ 25,8 bilhões).

O eterno Magic Jordan, aliás, entrou para o clube dos bilionários em 2015, quando teve sua fortuna avaliada em US$ 1 bilhão (R$ 5,74 bilhões) graças principalmente aos royalties que recebe da gigante americana de sportswear pela venda dos pisantes. Atualmente, o patrimônio de Jordan está na casa dos US$ 2,1 bilhões (R$ 12 bilhões), o que o torna o atleta mais rico do mundo, tanto entre os aposentados quanto entre aqueles ainda na ativa. (Por Anderson Antunes)