06.01.2020  /  13:14

Suposta ex-namorada de Boris Johnson ameaça publicar livro com segredos sobre o político britânico

Boris Johnson e Jennifer Arcuri || Créditos: Reprodução

A empresária de tecnologia americana Jennifer Arcuri poderá se tornar logo, logo uma dor de cabeça ainda maior para Boris Johnson do que é o Brexit, um pepino que o premiê britânico precisa resolver até o fim do mês. O motivo? Arcuri, que já foi eleita uma das mulheres mais influentes do universo “tech” do Reino Unido, garante ter namorado o político entre 2012 e 2013, apesar de que Johnson afirma que os dois foram apenas “bons amigos”. Até aí, nada demais, não fosse pelo fato de que agora Arcuri ameaça publicar um livro de memórias com detalhes picantes sobre seu suposto ex poderoso, de quem garante também ter ouvido alguns segredos de estado, e também contendo transcrições de conversas telefônicas só para adultos que teve com ele e que tem o potencial de fazer corar até o príncipe Harry.

Personagem das mais controversas, Arcuri morou em Londres entre 2011 e 2018, e se autointitula como uma “hacker ética”. Em 2013, a Innotech, empresa dela, recebeu £ 10 mil (R$ 53,3 mil) da prefeitura londrina – na época, Johnson era prefeito da capital inglesa. Ela também recebeu £ 15 mil (R$ 79,9 mil) de um programa governamental no ano seguinte, e em ambos os casos os valores levantaram questionamentos por causa de sua proximidade com o atual primeiro-ministro britânico, que até agora não deu um piu sobre a publicação do possível bestseller recheado de polêmicas. (Por Anderson Antunes)