08.07.2019  /  14:48

Sucesso na telona lançado há 25 anos, Forrest Gump estaria bilionário hoje. Entenda como!

Tom Hanks em cena como Forrest Gump: o papel rendeu um Oscar ao ator || Créditos: Reprodução

Nesse fim de semana fez 25 anos que o icônico “Forrest Gump: O Contador de Histórias” estreou nos cinemas. E caso tivesse mantido ao longo de todo esse tempo a participação da Apple que adquire em um determinado momento do longa, o personagem interpretado na telona por Tom Hanks hoje seria a 31ª pessoa mais rica do mundo.

Glamurama explica: é que em uma de suas várias aventuras, Gump usou os cerca de US$ 100 mil (R$ 380,9 mil) que faturou com a empresa de camarões fictícia Bubba Gump para comprar ações da fabricante do iPhone, e na época essa cifra teria lhe rendido o equivalente a 3% da companhia co-fundada por Steve Jobs.

Atualmente, a Apple tem um valor de mercado de aproximadamente US$ 940 bilhões (R$ 3,58 trilhões), e portanto a fatia de Gump valeria cerca de US$ 28,2 bilhões (R$ 107,4 bilhões). Para efeito de comparação, é mais do que tem na conta a viúva de Jobs, Laurene Powell Jobs, cuja fortuna é estimada em US$ 21,5 bilhões (R$ 81,9 bilhões).

Mas Gump – e tampouco Hanks, diga-se de passagem – tem do que reclamar. O filme que custou US$ 55 milhões (R$ 209,5 milhões) acabou rendendo mais de US$ 677,9 milhões (R$ 2,58 bilhões) nas bilheterias internacionais e levou seis Oscar, inclusive o de Melhor Ator para o astro de Hollywood. (Por Anderson Antunes)