08.05.2019  /  9:07

Sucesso internacional de “Vingadores: Ultimato” já rendeu pelo menos R$ 341 mi a Robert Downey, Jr.

O ator em cena de “Vingadores: Ultimato” || Créditos: Reprodução

A bilheteria bilionária de “Vingadores: Ultimato” tem tudo para fazer de Robert Downey, Jr. o ator mais bem pago do mundo nesse ano. Maior nome do elenco da superprodução – que também conta com Chris Hemsworth, Chris Evans, Brie Larson e Scarlett Johansson, entre outros -, o astro de 54 anos é o único da turma que não pisa em um set de filmagens por menos de US$ 20 milhões (R$ 79,4 milhões) e, no caso específico do arrasa-quarteirão baseado nos quadrinhos da Marvel, tem direito a uma porcentagem fixa sobre os valores arrecadados com a venda de ingressos.

Evidentemente não se trata de pouca coisa, já que o faturamento do último capítulo da franquia “Vingadores” nos cinemas dos mais de 50 países onde está em cartaz bateu US$ 2,2 bilhões (R$ 8,7 bilhões) no último fim de semana. A parte de Downey, Jr. nessa bolada é estimada entre 3% e 5%, ou algo entre US$ 66 milhões (R$ 261,9 milhões) e US$ 110 milhões (R$ 436,6 milhões).

Também é importante frisar que o longa do diretor Joe Russo tem grandes chances de tirar de “Avatar” (com seus US$ 2,78 bilhões/R$ 11 bilhões em ingressos vendidos) o título de maior sucesso da história nas bilheterias internacionais logo, logo, e portanto o cheque final a ser embolsado pelo Tony Stark/Homem de Ferro da telona poderá ser bem maior. E pensar que ele já foi o maior “bad boy” de Hollywood e teve a carreira decretada como encerrada várias vezes…

Em tempo: Downey, Jr., que interpretou o super-herói bilionário em dez filmes desde 2008, faturou mais de US$ 385 milhões (R$ 1,53 bilhão) dando vida ao personagem que é de longe o mais importante da carreira dele e, segundo o que já se fala por aí, poderá lhe render uma indicação ao Oscar em 2020. (Por Anderson Antunes)