01.04.2019  /  9:59

Sucesso de “Nasce Uma Estrela” rende quase R$ 200 milhões a Bradley Cooper. Nada mal!

Bradley Cooper || Créditos: Wikimedia Commons

Bradley Cooper não levou pra casa o Oscar de Melhor Ator de 2018 por sua atuação em “Nasce Uma Estrela” – a estatueta acabou ficando com Rami Malek, o protagonista de “Bohemian Rhapsody”. Mas em compensação o galã de Hollywood tem tudo para ser nomeado em breve um dos atores mais bem pagos do ano passado graças ao sucesso financeiro estrondoso do remake baseado no musical de mesmo nome lançado em 1937, que faturou quase US$ 434 milhões (R$ 1,7 bilhão) nas bilheterias mundiais que teve um orçamento de apenas US$ 36 milhões (R$ 140,9 milhões).

Como também produziu, dirigiu e assinou o roteiro da produção (junto com Eric Roth e Will Fetters), Cooper deverá receber nas próximas semanas um polpudo cheque de mais de US$ 50 milhões (R$ 195,7 milhões) por todo o trabalho, o que inclui o cachê dele (estimado em US$ 15 milhões/R$ 58,7 milhões), mais os salários pelos cargos de bastidores e uma porcentagem da venda total de ingressos.

Só para se ter uma ideia, até então os melhores 12 meses da carreira do marido de Irina Shayk no quesito “dinheiro na conta” tinham sido aqueles entre janeiro e dezembro de 2013, período em que ele estrelou dois arrasa-quarteirões: o terceiro episódio da franquia “Se Beber, Não Case” e “Trapaça”, do qual também foi produtor executivo. Cooper embolsou algo em torno de US$ 46 milhões (R$ 180,1 milhões) pelos dois filmes, um recorde pessoal que ele deverá quebrar logo, logo. (Por Anderson Antunes)