28.01.2015  /  16:02

Show de couture: os desfiles rococó e fora da curva de Elie Saab e Jean Paul Gaultier

 

Noiva de Elie Saab e de Jean Paul Gaultier || Créditos: Getty Images
Noiva de Elie Saab encontra o seu contraponto na versão de  Jean Paul Gaultier || Créditos: Getty Images

A temporada de alta-costura de primavera/verão 2015 em Paris continua firme e forte. Depois de Atelier Versace, Dior, Chanel, Giambattista Valli e Armani Privé desfilarem suas últimas inspirações, foi a vez de Elie Saab e Jean Paul Gaultier tocarem o show de couture nesta quarta-feira. Na primeira fila de Saab, a princesa de Veneza Clotilde Courau e Chris Pitanguy. Já no front row de Gaultier, Dita von Teese, Catherine Deneuve e Carla Bruni.

Como sempre, Elie Saab apostou em uma coleção rococó puro desejo. O ponto de partida foi o lifestyle de sua terra natal Beirute, no Líbano, considerada a Paris do Oriente Médio. Para o desfile, com vestidos curtos e longos, o estilista transformou o Theatre National de Chaillot em uma floresta. Brilho, pluma, tule e transparência foi a matéria-prima dos looks. O vestido de noiva de Elie Saab foi um show à parte, como acontece a cada temporada couture – destaque para o megavolume, bordados e tom rosé, fugindo do tradicional branco.

Mas se Saab é sinônimo de clássico, Gaultier é de ousadia pura. Para começar, a passarela couture no atelier de Gaultier só deu noivas… De todos os tipos, menos tradicional. Pense jeans com tule, transparências ousadas e inspirações masculinas. O estilista ainda convidou mulheres comuns para desfilarem as produções. Por fim, Naomi Campbell deu pivô vestida de buquê de flores!