Separação, curso nos Estados Unidos, noitadas com as amigas… 2018 será bem diferente para Luciana Gimenez

12.04.2018  /  17:20

Por Thayana Nunes para a Revista J.P de abril | Fotos Maurício Nahas | Styling Rodrigo Polack | Make Sergio Di Vicentin |Cabelo Paulo Fonte (capa mgt)

Se algum dia Luciana Gimenez achou que ia passar por um turbilhão, tipo um terremoto, esse dia chegou. Embora ela já devesse ter uma experiência – já que quando ficou grávida do Lucas e não divulgou quem era o pai, começaram as apostas de que poderia ser Mick Jagger e ela não confirmou até o momento de ter o bebê. Não deve ter sido um período nada fácil. Agora, o que está em jogo é o casamento de 15 anos com Marcelo de Carvalho. E não é apenas uma separação: como uma famosa, uma celebridade, todo mundo está tentando adivinhar quem está com quem, por que separou, o que houve, o que está acontecendo… e aí é que a coisa pega. Porque a infinidade de nomes e casais, novos e antigos, é enorme. Marcelo apareceu com a socialite Simone Abdelnour em vários eventos por São Paulo, superdiscretos. Claro que, a partir daí, começou de vez o barulho sobre o fim do casamento. E não é que dizem que Luciana teve recentemente um affair com o empresário paulistano Bruno Garfinkel, ex de Simone? Já no Instagram, ela também começou aos poucos a publicar fotos curtindo várias festas ao lado de novas amigas, o que raramente acontecia, provando que, sim, os tempos são outros.

No dia do nosso bate-papo, que aconteceu durante este ensaio no maior clima dona de casa – algo que ela diz que nunca vai ser: “Nem sei lavar louça, gente!” –, Luciana foge do tema e afirma que não quer se pronunciar sobre a separação. Mas não nega. Em alguns momentos, chama Marcelo de marido, em outros, dá a entender que está em uma nova fase… No mais, continua linda, com corpinho de 20 – e diz que tem “horror a preenchimento e a ficar igual ao Ken humano” – e bem-humorada. Luciana é engraçada e autêntica, assim como a gente a vê na TV. É também uma supermãe: levou o mais novo, Lorenzo, para as fotos e, quando podia, colava figurinhas do álbum da Copa do Mundo com ele, e não parou de elogiar o primogênito Lucas. “Eles me tornaram uma pessoa melhor”, disse. E, no fim, declara que tudo o que conquistou até hoje aconteceu porque é sortuda sim. É determinada, mas tem uma certa dose de sorte em tudo. “Quando quero uma coisa, vira uma obsessão. Agora, não sou organizada e não planejo. As coisas simplesmente vêm!” Aqui, os melhores momentos da nossa conversa.

Separação

“É um momento muito íntimo da família. A gente não lava a nossa roupa no varal alheio. Acredito que não tenho de dar explicação da minha vida pessoal para os outros. Nós somos pessoas comuns. O que posso dizer é que amo a minha família, amo o Marcelo de paixão. (começa a chorar). Ele é o homem da minha vida. Nunca vou ficar com ninguém tanto tempo. São 15 anos. Sou doida com o Marcelo. Ele sempre foi um grande apoiador de tudo meu. Muito da Luciana é por causa dele.”

TV em 2018

“Recebi vários convites de outras emissoras, da Band, da Record, da Globo não. Ainda não sei muito bem o que eu vou fazer. Gosto muito de trabalhar na RedeTV!, é a minha casa. Tenho muita dificuldade para mudança.”

Convite internacional

“Quando fui chamada para a ABC americana, tinha acabado de dar à luz Lorenzo. Lembro que cheguei para o meu marido e falei: ‘Marcelo, olha o que eu recebi’. Hoje, acho que deveria ter ido. Odeio falar das coisas que passaram, mas eu me arrependo. Agora, tenho alguém em Los Angeles me representando.”

 

Momento cabeça

“Vou começar a estudar na Singularity University, em maio, nos Estados Unidos. Quero investir mais em mim. Esse curso abre a cabeça para muitas coisas, que de alguma forma ajudam a sociedade. Estou com um projeto ecossocial, de energia solar, que já existe no Rio e que vou trazer para São Paulo. Já até falei com João Doria. Estou bem engajada.”

Cresci

“Parei de roer unha este ano. Roía desde os 6. Comecei a dirigir também. Nunca tinha dirigido na minha vida e até comprei um carro. Parei de roer unha e comprei um carro! Ano de mudanças. Nossa, cresci, estou me sentindo madura (risos).”

Luciana Gimenez está exausta. Cansada. Very tired. As queixas de cansaço que a apresentadora faz nas suas redes sociais viraram um dos maiores memes, piadas positivas da internet, dos últimos anos. Pudera: são dois programas e 17 anos no ar praticamente sem férias. A carreira dela na TV, que chega em breve à maioridade, teve mais provas do que vestibular da Fuvest.

Luciana precisou provar que sabia falar português, quando tropeçava em termos em inglês no ar. Precisou provar que seu carisma ia além de ter conquistado Mick Jagger. Participou do programa The View, uma das atrações de maior audiência da TV americana – foi convidada para ficar por lá. Faz comédia involuntária com seus bordões como “po-lê-mi-ca” e “mas você tá brava?”, e é o sonho de imitadores como Dani Calabresa.  E não só, falou alemão com Inês Brasil no palco e protagonizou cenas das mais surreais.

Provou que consegue conduzir uma entrevista exclusiva memorável, que tirou o atual presidente dos Estados Unidos do prumo quando perguntou para o então candidato, em 2016: “Seu cabelo é de verdade?”, e passou a mão no portentoso topete para conferir. Mas, mais do que tudo, Luciana provou que tem alma, mercadoria tão rara no show business nacional. Lulu é ela mesma no palco, na internet e nesta entrevista.

Agora, o desafio é outro. A imprensa noticia que ela está separada. Que o salário de R$ 400 mil por mês, o maior da RedeTV!, está fazendo seus programas fecharem o ano sem lucro. Que ela, linda, com brilho no cabelo e 14% de gordura corporal, foi traída. Luciana está cansada. Talvez porque vai ter de se provar mais uma vez. Provar que seu talento falará mais alto que a separação de Marcelo de Carvalho, sócio do canal que a emprega, que ela conheceu nos bastidores da TV, em 2004, quando já era bem famosa, obrigada. Ela vai fazer muxoxo na internet, mas deve tirar de letra. (Por Chico Felitti)