Janet Jackson acusou abertamente o médico Conrad Murray como o principal culpado pela morte de seu irmão.

0 Compartilhamentos
0
0
0
0
0
0

Em vez de se esconder como o restante da família, Janet Jackson acusou abertamente o médico Conrad Murray como o principal culpado pela morte do irmão. "Ele era a pessoa responsável pela saúde de Michael, ele administrava os remédios. A vida de Michael estava nas mãos dele" disse Janet em entrevista exclusiva a Robin Roberts, que será exibida nos Estados Unidos na quarta-feira.

* "Ele é totalmente culpado" disse Janet, que estava em seu apartamento em Nova York no dia 25 de junho, o dia da tragédia. "Minha assistente me ligou dizendo que meu irmão estava a caminho do hospital. Tentei ligar para meus irmãos, para minha mãe e nada. Estava desesperada, sabia que alguma coisa estava errada."

* Em choque com a notícia, ela disse que foi difícil acreditar no que estava acontecendo, que era quase impossível entender o motivo. Na entrevista, ela lembra que Michael havia tido um ano muito turbulento, trabalhando semana após semana, sem descanso e sem tempo para nada.

Janet Jackson: a dor ainda não passou