04.05.2021  /  10:53

Sem acordo pré-nupcial assinado, divórcio de Melinda e Bill Gates pode se tornar o mais caro da história

Bill e Melinda Gates
Bill e Melinda Gates || Créditos: Reprodução

Tão surpreendente quanto a notícia de que Melinda e Bill Gates estão se divorciando, que chocou o mundo nessa segunda-feira, é o fato de que os dois, que formavam o “casal modelo do Vale do Silício”, trocaram alianças em 1994 sem antes terem assinado um acordo pré-nupcial detalhado.

Isso significa que a inevitável partilha de bens deles tem grandes chances de entrar para a história como uma das maiores de todos os tempos, já que a princípio pode-se dizer que Melissa teria direito à metade da fortuna do cofundador da Microsoft.

Gates, de 65 anos, tem um patrimônio pessoal estimado em US$ 130,5 bilhões (R$ 709,8 bilhões), dos quais a menor parte está nas ações da fabricante de softwares – hoje em dia ele possui apenas 1% dos papeis da companhia que ajudou a criar em 1975.

O restante corresponde às fatias das várias empresas de capital aberto que o atual quarto mais rico do mundo mantém por meio de sua Cascade Investments, uma das maiores holdings dos Estados Unidos, que já teve até ações da Petrobras.

Por enquanto, o recorde de divórcio mais caro pertence ao ex-casal MacKenzie Scott e Jeff Bezos, que terminou seu casamento de 26 anos em 2019. Quando acertaram as contas, ela ficou com cerca de 25% da fortuna do fundador da Amazon, ou aproximadamente US$ 40 bilhões (R$ 217,6 bilhões) em valores da época. (Por Anderson Antunes)