22.08.2020  /  9:00

Segundo ator mais bem pago de Hollywood, Ryan Reynolds está enriquecendo ainda mais graças à bebida. Entenda!

Ryan Reynolds se tornou sócio da Aviation American Gin há dois anos || Créditos: Reprodução

A recente aquisição do controle acionário da Aviation American Gin pela gigante britânica Diageo em um negócio de US$ 610 milhões (R$ 3,41 bilhões) fez a fortuna de Ryan Reynolds saltar para mais de US$ 250 milhões (R$ 1,4 bilhão). É que o astro de “Deadpool” possui desde 2018 uma fatia estimada em 20% na Aviation American, que comprou por cerca de US$ 20 milhões (R$ 111,9 milhões), e que manteve mesmo com a entrada em cena dos britânicos da Diageo. Com base na cifra a ser desembolsada por eles pela marca de bebida, a parte do ator agora vale US$ 122 milhões (R$ 682,6 milhões) – os outros US$ 128 milhões (R$ 717,4 milhões) atribuídos a ele foram faturados no cinema e na televisão.

A Diageo, a mesma que comprou uma marca de tequila fundada por George Clooney e amigos em 2017, deverá pagar US$ 335 milhões (R$ 1,87 bilhão) à vista aos outros sócios da Aviation American nos próximos dias, sendo que os US$ 275 milhões (R$ 1,54 bilhão) restantes serão pagos nos próximos dez anos com base numa meta de performances que está sendo preparada. Ou seja: se fizer ainda mais sucesso do que tem feito, o valor final da transação poderá ser maior.

Com vendas anuais na casa dos US$ 20 milhões (R$ 111,9 milhões) dois anos atrás, a Aviation American faturou mais do que o dobro disso em 2019, e suas receitas nesse ano também deverão aumentar consideravelmente. Parte desse resultado é atribuído ao próprio Reynolds, que também atua como garoto-propaganda da empresa sediada em Portland, no estado americano do Oregon. E olha que o marido de Blake Lively ainda continua mais em alta do que nunca em Hollywood, tanto que foi o segundo ator mais bem pago de lá no ano passado depois de Dwayne Johnson, com ganhos de US$ 71,5 milhões (R$ 400 milhões) no período. (Por Anderson Antunes)