12.08.2020  /  9:00

Segunda temporada de ‘The Umbrella Academy’ foca nos conflitos internos dos personagens e acerta em cheio. À crítica!

The Umbrella Academy – Netflix (2020) || Créditos: Divulgação

Os irmãos Hargreeves que protagonizam “The Umbrella Academy” voltam com tudo mais coerente e mais expansivo para os fãs de adaptações de história em quadrinhos. Depois de um ano de diferença entre a primeira e a segunda temporadas, os produtores da série souberam como trabalhar os pequenos delitos cometidos nos episódios de estreia e colocaram seu maior triunfo em evidência: os personagens. Extremamente carismáticos e dramáticos é impossível não se apegar as histórias de cada irmão e mesmo que alguns tenham menos tempo de tela, é inegável que a qualidade da atuação evoluiu assim como os protagonistas.

“The Umbrella Academy” é inspirada nos obra de Gerard Way e ilustrada pelo brasileiro Gabriel Bá. A série está cheia de belas cenas de ação, mas é nos conflitos internos que surgem os melhores momentos dos irmãos Hargreeves e o destaque fica com o Número 5 (Aidan Gallagher),  que liga os pontos de cada história de um modo cômico e carismático. No final, temos um gancho que faz explodir a cabeça e querer gritar: “Netflix, renova logo!” (por Helton Filipe @cineminuto_)