03.06.2020  /  10:11

Sarah Jessica Parker é processada por ex-funcionária de sua rede de lojas de sapatos. Aos fatos!

Sarah Jessica Parker || Créditos: Reprodução

Sarah Jessica Parker, conhecida também por seu gosto por Manolo Blahniks e Louboutins, poderá estrear no banco dos réus por causa de… sapatos! Ou mais ou menos isso – Glamurama explica: é que uma mulher que dava expediente em uma das lojas homônimas da atriz nas quais se encontram os saltos altos e afins das coleções assinadas por sua própria dona decidiu processá-la sob a alegação de que não recebeu salários referentes a horas extras trabalhadas. A reclamante se chama Heather Holt, e o caso corre na Suprema Corte de Nova York desde essa terça-feira.

Nos autos, Holt reclama que a estrela de “Sex and the City” que é conhecida por seu gosto por e o sócio dela no negócio, George Malkemus, lhe devem valores pelo período de trabalho que vai de 31 de dezembro do ano passado ao último dia 1º de março, e pede que a justiça da Big Apple determine o pagamento imediato desses atrasados com juros e correção monetária. A defesa de Parker e de Malkemus ainda não se pronunciou sob as alegações da ex-funcionária porque afirma não ter tido acesso aos papeis da ação.

Dona de uma fortuna estimada em US$ 100 milhões (R$ 508,2 milhões) que amealhou tanto em Hollywood quanto em empreitadas diversas no mundo da moda, Parker lançou a rede de lojas que leva seu nome em 2014 na West 52nd Street de NY. Atualmente, a empresa conta com outras unidades em cidades como Washington, Las Vegas e Maryland, ambas nos Estados Unidos, além de pontos de venda em Dubai, Abu Dhabi, no Canadá e de pop-up stores em várias outras localidades que, em razão da pandemia, não estão funcionando há meses. (Por Anderson Antunes)