11.10.2018  /  14:33

Saiba porque a BBC se recusou a transmitir ao vivo o casamento da princesa Eugenie

O príncipe Andrew || Créditos: Getty Images

Não estranhem se o príncipe Andrew aparecer de cara amarrada nesta sexta-feira no casamento da filha, a princesa Eugenie, quando ela subir ao altar da Capela de St. George do Castelo de Windsor para jurar amor eterno ao comerciante de vinhos Jack Brooksbank. É que o filho da rainha Elizabeth II ainda não engoliu a decisão da “BBC” de não transmitir ao vivo a cerimônia, já que para os executivos da rede de televisão pública do Reino Unido, Eugenie não é exatamente uma “estrela” digna de tal tratamento reservado aos royals mais importantes.

Andrew se reuniu mais de uma vez com eles nas últimas semanas para tentar mudar isso, mas não obteve sucesso em nenhum dos encontros. O jeito foi procurar a concorrência, e apenas recentemente a “ITV” – que é bem menor e menos prestigiada que a “BBC” – aceitou levar o casório ao ar, e isso depois de muita insistência dele. A imprensa britânica, no entanto, acredita que dificilmente vai ter gente acordando cedo para assistir a nona na linha de sucessão ao trono trocando alianças com Brooksbank.

A insistência de Andrew em garantir o mesmo tratamento dado aos príncipes William e Harry às filhas – ele também é pai da princesa Beatrice – não é de hoje. Em 2016, o irmão do príncipe Charles até escreveu uma carta para a rainha pedindo mais destaque para as herdeiras na distribuição de compromissos reais, como a participação em eventos sociais e de caridade que lhes garantam mais atenção da mídia. Na época a monarca deu de ombros e delegou a resolução do pepino a Christopher Geidt, seu secretário particular. (Por Anderson Antunes)