18.07.2018  /  7:20

Roseanne negocia participação em web series de Jerry Seinfeld para se explicar sobre tuíte racista

Jerry Seinfeld e Rosanne Barr || Créditos: Getty Images

O retorno de Roseanne Barr ao olimpo de Hollywood poderá acontecer muito antes do que muitos imaginavam, e com a benção do comediante mais bem sucedido de lá. Demitida no fim de maio pela “ABC” por causa de um comentário pra lá de racista que fez no Twitter sobre uma ex-assessora de Barack Obama, a estrela da série “Roseanne” – cujo revival era líder de audiência na rede de televisão americana – negocia uma participação na aclamada web series “Comedians in Cars Getting Coffee”, criada, dirigida e apresentada por Jerry Seinfeld na Netflix, a fim de dar sua versão dos fatos.

O astro da sitcom que leva seu sobrenome e é considerada a melhor de todos os tempos é um dos poucos na terra do cinema com capacidade para influenciar positivamente as carreiras de famosos que caíram em desgraça apenas por aparecer ao lado deles, algo que inclusive fez no passado com o ex-colega Michael Richards – o Kramer de “Seinfeld”, que foi filmado em 2006 xingando um homem negro em um show de stand-up – e até Louis CK, acusado no fim do ano passado de assédio sexual por várias mulheres.

No caso de Roseanne, que não é exatamente estranha às polêmicas, Seinfeld foi um dos poucos que vieram a público para defendê-la em razão do pontapé que ela levou da “ABC”. “Não entendi porque isso foi necessário”, ele disse em junho em uma entrevista que deu para o programa “Entertainment Tonight” sobre a decisão da emissora. “Por que você mataria uma pessoa que já cometeu suicídio?”, emendou. (Por Anderson Antunes)