09.12.2017  /  8:00

Ronan Farrow troca de agência e pensa em livro sobre assédio sexual em Hollywood

Ronan Farrow || Créditos: Getty Images

Autor de uma reportagem bombástica publicada recentemente pela revista “New Yorker” com várias acusações de assédio e abuso sexual atribuídas a Harvey Weinstein, e que foi considerada como o último prego no caixão do ex-todo poderoso de Hollywood, Ronan Farrow acaba de trocar de agência às pressas. Antes representado pela Creative Artists Agency (CAA), o jornalista agora é cliente da William Morris Endeavor (WME).

O motivo da mudança repentina é um mistério, mas sabe-se que o agente da CAA Bryan Lourd, que cuidava da carreira de Weinstein até pouco tempo atrás, recebeu o produtor em setembro para conversar sobre tudo aquilo que Ronan pretendia revelar em sua matéria. O objetivo de Weinstein, é claro, era evitar que viessem à tona os fatos ilícitos dos quais ele supostamente teve parte e que já são de conhecimento público.

Dito isso, é curioso que Ronan tenha optado por fazer parte do casting da WME justamente no momento em que mais pipocam notícias na imprensa americana de que ele estaria pensando em escrever um livro sobre o escândalo do ano no mundo do showbiz – a agência é a mais popular entre os escritores de sucesso no hemisfério norte e tem em seu portfólio desde Sheryl Sandberg, braço direito de Mark Zuckerberg no comando do Facebook, a George R.R. Martin, autor de “Game of Thrones”. (Por Anderson Antunes)