04.01.2019  /  7:45

Revelação de que ex-apresentador do “American Idol” virou motorista de Uber choca americanos

Brian Dunkleman || Créditos: Getty Images

Apesar de ser praticamente um anônimo para os brasileiros, o americano Brian Dunkleman já foi um dos nomes mais conhecidos da televisão dos Estados Unidos. Basta dizer que ele dividiu com Ryan Seacrest a tarefa de apresentar a primeira temporada do “American Idol”, o talent show que em seus primórdios chegou a ter uma audiência de 40 milhões de telespectadores por episódio e lhe garantia um salário milionário.

E é justamente por isso que causou surpresa em muita gente a revelação, feita pelo site “TMZ.com” nesta quinta-feira, de que Dunkleman hoje em dia dirige um Uber para conseguir pagar as contas no fim do mês. Pelo menos foi essa a profissão que ele afirmou ter nos papéis do divórcio da publicista Kalea Dunkleman, com quem dividiu o mesmo teto entre 2007 e 2016.

Nos documentos, Dunkleman revela que atualmente está trabalhando 45 horas por semana como motorista do aplicativo de viagens urbanas e ganha entre US$ 3,2 mil (R$ 12.012) a US$ 4 mil (R$ 15.016) mensais. Em razão da baixa renda, garantem os advogados dele, o pagamento de uma pensão generosa para o filho que teve com Kalea, Jackson, de 5 anos, é algo praticamente impossível para o astro caído neste momento.

Hoje com 47 anos, Dunkleman nunca explicou direito porque decidiu abandonar o posto de co-host do “Idol” a partir da segunda temporada da atração. Certa vez ele sugeriu que fez isso para tentar a sorte como comediante de stand-up, mas sempre existiram rumores de que Seacrest teria pedido sua cabeça. Resta saber se a verdade vai aparecer em algum momento da batalha judicial travada com a ex, assim como a nova profissão dele. (Por Anderson Antunes)