02.03.2019  /  17:29

Resistência na avenida: Gloria Groove estreia bloco no Carnaval de São Paulo e fala com Glamurama

Tem “Coisa Boa” por ai! Após o lançar o seu mais novo hit, Gloria Groove se prepara para comandar seu primeiro bloco de Carnaval, o “Gloriosa”. O trio sai neste domingo, no centro de São Paulo, e conta com as participações especiais de Lexa, Lia Clark e Mulher Pepita, além de cinco apostas musicais. Dona do hit “Bumbum de Ouro”, a artista comemora o fervo do momento com a musica “Coisa Boa” e explica: “Existe um lugar onde a nossa luta e o nosso fervo se encontram. Gosto de acreditar que ‘Coisa Boa’ é um desses lugares. Quando você junta um discurso de força com um ritmo cada vez mais gigante como o funk 150bpm, é nisso que dá”. Gloria Groove conversou com o Glamurama. À entrevista!

Glamurama: O que significa para você esse bloco?
GG:
O “Bloco das Gloriosas” simboliza toda nossa resistência como drag queens impactando a música no Brasil. Nossa luta se ressignifica nesta época e mais do que nunca é importante a existência de um bloco de Carnaval comandado por drag queens.

Glamurama: Você acha que o Carnaval de São Paulo é um palco grande para a representatividade e que tem ganhado mais espaço?
GG:
Sem dúvida. No ano passado pude sentir o Carnaval de outros Estados, mas o de São Paulo é especial pra mim pois a cidade é o berço do meu trabalho. Já pulei muitos carnavais nas ruas do Centro como folião e sei exatamente a honra que existe em comandar um bloco por aqui. É realmente lindo que a cultura de massa tenha assimilado melhor o trabalho feito pela comunidade LGBTQ a ponto de conquistarmos um espaço como este.

Como você se preparou para o seu primeiro bloco?
GG:
Minha principal intenção sempre foi entregar um show magnífico, então me preocupei muito em montar o setlist de forma sagaz. Outra coisa que me fez sonhar muito neste processo foi a banda de oito músicos. O processo criativo dos looks com a styling Bianca Jahara e a peruqueira Kelly Caramelo exigiu muito esforço e preparação. Estou animada pra mostrar tudo pra vocês!

Qual sua memória de Carnaval?
GG:
A multidão no circuito Barra-Ondina em Salvador cantando ‘Bumbum de Ouro’ junto comigo… Inesquecível!

O que não dá para deixar de fazer no Carnaval? E o que não pode ser feito no Carnaval?
GG:
Não pode deixar de curtir e se divertir, sempre com respeito e responsabilidade! O que não dá nessa época é esquecer dos limites, perder a noção, sair de casa pra arranjar treta… não rola!