20.06.2018  /  13:55

Raio-X do novo clipe de Beyoncé e Jay-Z: grifes poderosas em harmonia com obras de arte do Louvre

Beyoncé e Jay-Z no clipe de “Apeshit”, gravado no Louvre || Créditos: Reprodução

Em 2014, Beyoncé, Jay-Z e Blue Ivy, primogênita do casal, fecharam o museu do Louvre para um tour privado. Quatro anos depois e o casal volta a ter o museu só para eles, mas como donos do pedaço e não como visitantes. A instituição de arte mais famosa do mundo foi palco para a gravação de de “Apeshit”, faixa do CD “Everything is Love”, criado em parceria pelo casal. Quatro dias se passaram desde o lançamento e a turma segue impactada e repercutindo o que viu.

Bastidores: o casal visitou o Louvre em maio para expor as ideias para o clipe à direção do museu. “Os prazos eram muito apertados, mas o Louvre foi rapidamente convencido porque a sinopse mostrava uma verdadeira ligação com o museu e suas obras de arte”, falou porta-voz do Louvre ao site “Vulture”. Em 2017, a casa da Monalista e da Vênus de Milo foi palco de cerca de 500 ativações para entretenimento, entre filmes, TV e projetos musicais. Segundo o “New York Times”, para ter alugar um espaço entre as impressionantes galerias do museu é preciso desembolsar US$ 17,5 mil (R$ 65,5 mil), uma quantia irrisória para os Carters.

No vídeo de seis minutos dirigido por Ricky Saiz e que já ultrapassou a marca de 23 milhões de views no Youtube, o casal usa 13 figurinos diferentes, todos com styling assinado por Zerina Akers e June Ambrose, e que dialogam com as obras destacadas na cena. Abaixo, Glamurama faz um raio-x do que Bey e Jay-Z usaram. Touché!

ESPELHADOS
Na imagem mais divulgada (acima), Beyoncé e Jay-Z posam em frente à Mona Lisa, de Da Vinci, com ternos em tons pastel. O de Bey, de seda rosa, foi criado por Peter Pilotto. Já o do rapper é um Dries Van Noten de quatro botões verde menta. O incrível conjunto de colar e brincos são da joalheria francesa Messika e somam mais de 100 quilates de diamantes.

Beyoncé e Jay-Z no clipe de “Apeshit”, gravado no Louvre || Créditos: Reprodução

OSTENTAÇÃO
Neste outro momento de forte impacto visual Jay-Z veste outro costume Dries Van Noten e loafer Gucci, enquanto a cantora vai de look com referência barroca da Versace da cabeça aos pés.

Beyoncé e Jay-Z no clipe de “Apeshit”, gravado no Louvre || Créditos: Reprodução

REQUEBRANDO 
Para performance com suas bailarinas em frente à obra “A Coroação de Napoleão”, de Jacques-Louis David, a diva escolheu sutiã e legging Burberry by Riccardo Tisci, e pés descalços.

Beyoncé e Jay-Z no clipe de “Apeshit”, gravado no Louvre || Créditos: Reprodução

$$$
O look mais poderoso do clipe é o vestido couture assinado por Stephane Rolland, avaliado em cerca de US$ 140 mil (R$ 535 mil), combinado a capa pregueada Alexis Mabille, compondo cena com a escultura Vitória de Samotrácia. Jay-Z usa Givenchy. 

Beyoncé e Jay-Z no clipe de “Apeshit”, gravado no Louvre || Créditos: Reprodução
TOQUE DE MODERNIDADE
Em cena gravada em frente à Grande Esfinge de Tânis, a cantora apostou no couro da marca MCM x Misa Hylton com bota over the knee conceitual da marca parisiense Y/Project. Jay-Z arrasou de Alexander McQueen.
Beyoncé e Jay-Z no clipe de “Apeshit”, gravado no Louvre || Créditos: Reprodução

FUNDO DO MAR
Já que um toque de fantasia nunca é demais quando se trata de Queen B, que tal o macacão todinho de pérolas criado pela Balmain de Olivier Rousteing, que também foi o responsável pelo figurino da musa no último Coachella, em abril?

Beyoncé e Jay-Z no clipe de “Apeshit”, gravado no Louvre || Créditos: Reprodução

OUTDOOR
Para o take rodado na parte externa do Louvre, Jay-Z surgiu com terno Gucci em total sincronia com a trama da pirâmide de vidro que aparece atrás.

Beyoncé e Jay-Z no clipe de “Apeshit”, gravado no Louvre || Créditos: Reprodução

VÊNUS DE MILO
Em frente à Vênus de Milo, uma das obras mais famosas do Louvre, Jay-Z aparece de terno John Galliano cor de rosa enquanto Beyoncé exibe suas curvas em um body que dá a impressão de estar nua, assim como a estátua.