17.06.2021  /  13:06

Radar fashion do Glamurama entrega as cinco tendências mais quentes das recém-desfiladas coleções Resort

Da esquerda para a direita: Chanel, Louis Vuitton e Proenza Schouler || Créditos: Divulgação

Com o calendário mais flexível do que as fashion weeks de alta-costura e prêt-à-porter, a semana de moda Resort acontece sempre no meio do ano, um pouco antes do verão europeu, apresentando as peças mais frescas e sugerindo tendências para a estação mais quente do ano. Em tempos de “vida normal”, os fashion shows costumam acontecer em locações incríveis – quem lembra dos desfiles da Chanel em Cuba e da Louis Vuitton no Museu do Amanhã, no Rio de Janeiro, em 2016? – e não são todas as marcas que participam.

Este ano, por conta da pandemia, as marcas tiveram mais liberdade para desfilar suas coleções, começando em maio com a Chanel, seguida por Louis Vuitton, Versace, Balmain, Dior Men, Brandon Maxwell, Thom Browne e Proenza Schouler. Glamurama assistiu as apresentações e entrega quais são as cinco tendências que mais bombaram nas passarelas e que vão para o closet das fashionistas.

PEGADA PUNK 

Chanel, Proenza Schouler e Versace || Créditos: Divulgação

Com muita meia arrastão, penteados assimétricos, looks all black, sapatos statement e o bom e velho olho preto esfumado, a estética punk foi revisitada e marcou presença nas coleções da Chanel, Versace e Proenza Schouler. E não tem como não questionar: seria o estilo uma resposta rebelde da moda ao ano difícil que vivemos em 2020? Depois de mais de um ano de pandemia e inúmeras restrições – por mais que a rotina já esteja se normalizando em alguns países do hemisfério norte -, é de se esperar que uma indústria tão criativa e contemporânea como a fashion expresse toda sua inventividade com uma atitude rock n’ roll.

ESCAPISMO

Brandon Maxwell || Créditos: Divulgação

Enquanto uns fogem para o punk, outros preferem a saída lúdica e ainda há aqueles que amam uma extravagância. Os exageros de cores, texturas e shapes foi outro padrão que não passou batido. Poás maxi, vestidos metalizados, tons pasteis e estampas psicodélicas, dignas de figurino de “Alice no País das Maravilhas”, chamaram a atenção e prometem vir com tudo na próxima estação. Alerta tendência!

ALFAIATARIA 

Dior Men, Versace, Thom Browne || Créditos: Divulgação

Como já é de praxe, nas coleções Cruise as marcas gostam de inovar… E foi o que aconteceu com a já consagradíssima alfaiataria que, mais uma vez, foi repaginada para ganhar ares mais moderninhos. Na Dior Men, ela vem em cores e combinações nada óbvias, como o blazer com pegada utilitária em rosé com a calça um pouco mais ampla do que o habitual em verde musgo. Já na Versace, ela ganha uma estética à la “As Patricinhas de Beverly Hills” e com Thom Browne a ideia é deixar mais cool as peças por vezes careta do closet masculino. Como? Se jogando na informalidade do bucket hat combinada com o comprimento mini da bermuda e a bolsa desejo de cachorrinho.

COMPRIMENTO MINI

Chanel, Louis Vuitton e Versace || Créditos: Divulgação

As pernas de fora bombaram nas coleções Resort este ano, principalmente as minissaias. Quase sempre acompanhadas de sapatos statements, as maisons se jogaram nas produções da peça com opções mais reservadas para a parte de cima do corpo. Chanel foi no clássico casaquinho de tweed, Louis Vuitton apostou nas mangas volumosas e Versace decidiu pelos blazers e cardigans charmosinhos.

TURISMO ESPACIAL

Louis Vuitton | Créditos: Divulgação

Como uma marca que tem a viagem e a exploração em seu DNA, como, por exemplo, a Louis Vuitton, desenvolve uma coleção Cruise em tempos de pandemia e restrições do turismo? Buscando inspiração no futuro: o turismo espacial. Com muito volume e formato abaulado, que dão a ideia de gravidade zero, a coleção Resort 2022 da maison francesa é otimista e traz o desejo por viajar logo. Os destaques vão para o tecido vinil, as produções metalizadas, os looks all white e a estética futurista.