13.08.2020  /  12:49

Quer saber quais as roupas e acessórios mais desejados ao redor do mundo durante a quarentena? Vem!

A plataforma global de pesquisa de moda Lyst, que a cada trimestre publica um ranking das marcas mais buscadas e desejadas do período, se tornou uma espécie de termômetro do que anda fazendo a cabeça das pessoas em meio à crise mundial.

De acordo com relatório da plataforma, que monitora mensalmente dados de 9 milhões de compradores entre mais de 12 mil designers e lojas, a Nike se tornou a marca mais quente do trimestre, ultrapassando a Off-White, queridinha dos meses anteriores. Aliás, foi a primeira vez desde que o Lyst começou a compilar essas listas que uma label de luxo não apareceu no topo do pódio.

Existem diversos fatores por trás do sucesso da Nike que vão além da busca por roupas confortáveis, homewear e sportswear. No fim de junho, a marca lançou uma das collabs mais bafônicas do ano: o Air Jordan em parceria com a Dior. Além disso, o sucesso da série ‘The Last Dance’, no Netflix, que conta a história do último ano de Michael Jordan no Chicago Bulls – incluindo a ascensão da franquia de tênis do craque da NBA – aumentaram o interesse pela Nike. “A Nike foi impulsionada por um aumento de 106% na demanda por loungewear e roupas de esporte, já que os consumidores procuravam roupas confortáveis para usar em casa, além de roupas para atividades ao ar livre”, diz o relatório.

Criadora de uma das máscaras de proteção mais desejadas da quarentena, a Off-White ficou o em segundo lugar, caindo uma posição em relação ao trimestre anterior. A marca também leiloou por 187 mil dólares (cerca de 975 mil reais) um par de sneakers de colecionador, assinado por Virgil Abloh, para o movimento #BlackLivesMatter.

Quem também se destacou na lista foi a Jacquemus, que subiu quatro posições, e agora ocupa a 11º lugar. A marca foi rápida em se adaptar à pandemia e viralizou nas redes sociais: foi pioneira em fazer campanha-cápsula fotografada por FaceTime, com Bella Hadid em sua casa. O designer francês Simon Porte Jacquemus também publicou fotos da mãe usando peças de sua coleção.

A vida de home office e com mais tempo em casa refletiu nos produtos mais desejados do trimestre: para as mulheres, as clássicas Birkenstock Arizona assumiram o primeiro lugar. Na sequência, a máscara de luxo com estampa de lua de edição limitada da designer francesa Marine Serre, vendida por quase R$ 3 mil. No clima de verão que toma conta do hemisfério norte, a sacola de palha da Loewe virou must-have. Outras peças clássicas da quarentena como o top esportivo da Calvin Klein, shorts de nylon da Prada Nylon e saias de tênis Nike também fizeram parte da lista. Confira o pódio e as peças mais desejadas: