Quem são e o que fazem as divas do momento?

17.09.2017  /  8:00

Ainda que segurem o carão com o clássico batom vermelho, as musas de hoje deixaram de lado toda aquela postura de diva. Elas adoram um rock star, não têm medo de mudar de rumo e saem por aí lançando moda por onde passam. J.P quis saber mais. Quem são? Do que se alimentam? Afinal, como vivem as musas modernas?

Por Victor Martinez para a Revista J.P de Setembro

Imagine a cena do filme O Pecado Mora ao Lado: Marilyn Monroe aparece com um vestido esvoaçante branco e fala do alto de suas sandálias com as pernas entreabertas: “Sente a brisa do metrô?”. Agora, esquece tudo isso. As musas das quais estamos falando aqui estão na verdade dentro do metrô, usando tênis, a caminho da aula de ioga e preocupadas com o meio ambiente e os cachorros abandonados.

O tipo sex symbol de Marilyn já era. As musas da nova geração fazem mais a linha “cansei de ser sexy”. Foi-se o tempo em que a imagem de bonequinha de luxo de Audrey Hepburn angariava likes, comments e contratos milionários. Agora o que está dando certo é a combinação de um look minimalista com a cara de blasé – que elas juram ser apenas a cara de sono escondida com uma base milagrosa para tirar as olheiras após noites maldormidas.

Quem está aí para provar que a vida noturna pode ser realmente longa é a top model britânica Kate Moss, um dos ícones dessa nova geração. Aliás, como boa musa moderna, quando Kate começou sua carreira, nos anos 1990, ficou conhecida como uma antimodelo. O motivo? Ela era considerada uma waif, termo que os estilistas usam para se referir às garotas magras demais. Muito diferente das modelos que bombavam na época, como Cindy Crawford e Naomi Campbell, altas e com corpos curvilíneos.

Para flertar, nada de galãs, atletas, príncipes ou políticos. Algumas ficam até com meninas, mas elas gostam mesmo é de um rock star lado B. E não pode ser de qualquer banda: a maioria faz sucesso com um tipo de rock conhecido como indie, que mistura música eletrônica com letras mais intimistas. A diretora americana Sofia Coppola, por exemplo, é uma figura unânime quando se pensa nelas. Não por acaso, ela é casada e tem dois filhos com Thomas Mars, o vocalista da banda francesa Phoenix. Kate Moss namorou um dos cantores do grupo The Libertines, além de estrelar videoclipes dos grupos Primal Scream e The White Stripes. Já o histórico da it girl britânica Alexa Chung é invejado por qualquer tiete: ela namorou o vocalista da banda Lostprophets, o tecladista da Klaxons, o cantor da The Horrors e depois o músico da Arctic Monkeys.

Mas se engana quem pensa que isso é algum tipo de tara por palco. Pelo contrário. Elas gostam de fazer a linha discreta e mantêm uma rotina de trabalho. Não vivem (apenas) de “musar” por aí, reservando momentos pontuais para isso. Porque, verdade seja dita: elas são multifacetadas e aprenderam que tudo bem não se prender a uma única ocupação. Cinema? Design de joias? Moda? Jardinagem? Marcenaria? Elas querem, podem e fazem de tudo. Sem restrições.

AGENDA DE MUSA

7h30 – Café da manhã: suco detox feito com alimentos orgânicos recebidos em casa.
8h – Aula de ioga, o “exercício que alinha corpo e alma”. Para ir, bicicleta, é claro.
9h30 – Para vestir, as musas modernas gostam de peças descompromissadas ou alfaiataria. E amam também um acessório poderoso.
10h – Hora de resolver as urgências do dia como comprar ingressos para o festival Burning Man.
11h – O trabalho começa: passar no escritório, na produtora, na agência, no estúdio ou no ateliê.
13h – Almoço gluten free, porque já se libertou da lactose, claro. Tudo pela saúde e pela militância contra abatedouros de animais.
15h – Pausa para encontrar as amigas e fechar os detalhes da próxima viagem. Depois de Palm Springs, Comporta, Berlim, Nice e Barcelona, o próximo destino é Alter do Chão, no Pará.
16h30 – Cursos de marcenaria nas terças e quintas-feiras, e de cerâmica às segundas, já que o trabalho manual é “supereficaz para desestressar”.
18h – Hora de voltar para casa e se aprontar para a noite. O look noturno exige um pouco de cor na rotina minimalista. De repente, uma saia estampada Moschino ou um sapato colorido Gucci.
19h – O primeiro evento do dia pode ser uma visita à loja nova de uma amiga ou um vernissage. Momento para ver e ser visto.
21h – A noite merece mais um drinque. Gim-tônica sempre cai bem. Dessa vez, acompanhada. Marcar em um bar despretensioso com um produtor musical, um empresário da noite ou um chef de cozinha.
23h – A convite do pretendente, festa na cobertura de um hotel com direito a horas na pista dançando com movimentos leves e olhos fechados. Se der vontade, não tem problema em falar sim para drogas.
2h30 – Abandona a festa sem seu acompanhante, mas ao lado de uma amiga que conheceu lá. As duas terminam a noite juntas, na cama… Sem preconceitos.

Quem são as musas modernas lá fora?

Kate Moss, Sofia Coppola, Alexa Chung, Jade Jagger, Charlote Gainsbourg, Yasmin Sewell, Concepcion Cochrane, Blaquier…

E por aqui?

Mallu Magalhães, Lucia Koranyi, Alix Duvernoy, Betina De Luca, Karina Mota, Julia Gastin, Rita Wainer, Lívia de Bueno, Alexia Wenk, Stepahie Wenk, Vanda Jacintho, Annick Matalon, Luisa Arraes