18.10.2020  /  9:00

Pulada de cerca rendeu punição severa a um dos maiores nomes do esporte no Japão

Daiya Seto com a esposa, Yuka Mabuchi || Créditos: Reprodução

Fazer pouco de certos valores familiares no Japão, um dos países mais modernos e ao mesmo tempo mais conservadores do mundo, pode custar caro. E que o diga o nadador japonês Daiya Seto… Flagrado recentemente entrando em um hotel de lá na companhia de uma mulher que não era sua esposa, o atleta mais tarde admitiu que estava tendo um caso extraconjugal e, como consequência disso, acabou sendo suspenso da seleção de nadadores olímpicos de seu país nessa semana.

Quatro vezes medalhista olímpico e um dos maiores nomes do esporte japonês na atualidade, Seto, de 26 anos e especialista na modalidade dos 200 e 400 metros medley, se casou em 2017 com a ex-saltadora ornamental Yuka Mabuchi. Os dois tiveram duas filhas juntos, e uma delas tem apenas seis meses de vida, o que deixou os conterrâneos dele ainda mais indignados. Infidelidade é assunto sério na terra do sol nascente, e os japoneses tem até uma palavra específica para definir isso: uwaki, que nesse caso denota mais uma trapaça do que uma traição.

Seto, cuja punição deverá durar até o fim do ano, já pediu desculpas ao público por sua pulada de cerca e avisou que também vai tentar salvar seu casamento, mas o estrago já estava feito, e agora até mesmo seus patrocinadores mais antigos, como a Japan Airlines, resolveram lhe dar uma banana. “Não compactuamos com tal comportamento”, a gigante asiática da aviação disse em uma nota na qual anunciou o rompimento de um contrato que mantinha há anos com ele. (Por Anderson Antunes)

Seto ficará longe do esporte até o fim do ano || Créditos: Reprodução