09.02.2020  /  8:44

Coronavírus e protestos cancelam a realização da Art Basel Hong Kong. Aos detalhes!

Prometeram um retorno em 2021 || Créditos: Reprodução

Os protestos que rolam há meses em Hong Kong e a ameaça de uma epidemia global causada pelo coronavírus levaram os organizadores da Art Basel a cancelar a edição da feira de arte que estava programada para acontecer lá entre os dias 19 e 21 de março. “Nossos pensamentos estão com os afetados pelo recente surto de coronavírus em todo o mundo”, disse o diretor da Art Basel, Marc Spiegler, em comunicado, chamando a decisão de “extremamente difícil”, mas prometendo um retorno em 2021.

Realmente trata-se de algo bastante inesperado, sobretudo porque os clientes asiáticos da Art Basel são os mais fiéis e, acima de tudo, os que mais gastam em todas as edições do evento artsy. A Associação das Galerias de Arte de Hong Kong até tentou convencer Spiegler e companhia a rever o cancelamento, mas no fim prevaleceu o pensamento de que certas situações (e possíveis prejuízos) são simplesmente inevitáveis. (Por Anderson Antunes)