11.02.2019  /  9:24

Príncipe Philip decidiu abrir mão de dirigir em vias públicas e só. Entenda a “manobra” do marido de Elizabeth II

Philip dirige pra “manter um pé no chão” || Créditos: Getty Images

A notícia de que o príncipe Philip, de 97 anos, entregou voluntariamente sua carteira de habilitação para as autoridades britânicas, em razão do acidente de trânsito no qual se envolveu há algumas semanas e de ter sido flagrado dirigindo sem cinto de segurança pouco tempo depois, é apenas uma meia verdade. Há quem defenda que o consorte mais famoso e longevo da história deveria ter tomando a decisão tempos atrás…

De fato o marido da rainha Elizabeth II abriu mão de guiar seus Land Rovers em vias públicas, onde precisa seguir as regras de trânsito tal como qualquer outro plebeu, mas nem por um momento ele cogitou deixar de fazer isso nos domínios dos palácios fora de Londres onde costuma passar longas temporadas com a monarca e os familiares deles.

Nesses casos, as “pistas” favoritas de Philip ficam na residência oficial de Sandrigham, uma propriedade real localizada no norte da Inglaterra que tem mais de 8 mil hectares de área total, e no Castelo de Balmoral, na Escócia, distante de tudo e de todos com seus mais de 20 mil hectares de área total.

Em ambos os locais, a idade avançada e os apelos dos mais próximos jamais impediram Philip de assumir o volante, o que ele afirma precisar fazer para “manter um pé na realidade”. Diga-se de passagem que a própria Elizabeth II costuma fazer o mesmo sempre que quer se isolar do mundo, e nessas escapadas apenas os famosos corgis dela a acompanham. (Por Anderson Antunes)