01.07.2019  /  11:29

Príncipe gay indiano que abriu palácio para comunidade LGBT celebrou o “pride” de NY no fim de semana

O príncipe Manvendra Singh Gohil || Créditos: Reprodução

O fim de semana foi tempo de “pride” em Nova York, e entre aqueles que baixaram na cidade americana exclusivamente para celebrar o orgulho gay estava o príncipe indiano Manvendra Singh Gohil. Primeiro membro da realeza da Índia a sair do armário, ele esteve no clube LGBTQ+ The Stonewall Inn na madrugada da última quinta-feira e de lá partiu para um tour por points novaiorquinos para lá de coloridos que se estendeu pelos dias seguintes e incluiu paradas no bar The Ritz da West 46th Street e no show que a ‘girl band’ Danity Kane fez no Irving Plaza.

Para terminar com chave de ouro, Gohil assistiu de camarote ao show de Madonna nesse domingo no Pier 97 de Manhattan, que acabou virando a “Pride Island” em razão de ser o palco principal da parada gay de NY desde os primórdios da celebração.

Considerado um herói da causa em seu país e também em outros territórios, o “royal” de 53 anos que é membro da família real do antigo Estado de Rajpipla luta há tempos contra a proibição das relações entre pessoas do mesmo sexo na Índia, e já abriu seu palácio no oeste de Gujarat para aqueles que são perseguidos por causa de sua sexualidade. (Por Anderson Antunes)