02.03.2020  /  9:23

Príncipe Andrew permitiu que modelo americana sentasse no trono da rainha Elizabeth II

Andrew e Caprice Bourret || Créditos: Reprodução

Lembra que Glamurama contou em meados de fevereiro que novos detalhes sobre o escândalo sexual envolvendo o príncipe Andrew estavam para explodir? Pois as últimas sobre as confusões do filho favorito (e mais encrencado) de Elizabeth II foram publicadas nesse domingo pelo “The Sun”, e de acordo com o tabloide britânico Sua Alteza Real cometeu décadas atrás aquele que é considerado um dos maiores pecados para qualquer monarquia: na tentativa de impressionar a modelo americana Caprice Bourret, por quem tinha uma quedinha, ele a convidou em 2000 para visitar o Palácio de Buckingham, residência oficial da rainha, e permitiu que a beldade sentasse por alguns segundos no trono de sua mãe – o que é simplesmente proibidíssimo para qualquer pessoa que não carregue uma coroa.

Quem revelou o faux pas foi uma fonte anônima próxima de Caprice ouvida pelo pessoal do “The Sun”. Ainda segundo a tal fonte, Caprice – que já namorou Rod Stewart – não estava nem um pouco interessada em Andrew, mas por ser fascinada pela família real mais famosa do mundo acabou dando trela para o “royal” por um tempo e até que notinhas a respeito da proximidade dos dois começassem a pipocar na imprensa do Reino Unido, o que a fez desistir de uma vez por todas de manter qualquer relação com o número oito na linha de sucessão ao trono britânico a fim de evitar maiores transtornos.

Aliás, quem não gostou nem um pouco do “quase affair” da dupla foi o príncipe Harry, que na época era adolescente e fã confesso de Caprice, ao ponto de manter um pôster dela em pose sexy na parede do quarto privativo que tinha no Eton College, o colégio interno fundado em 1440 no qual os Windsors e membros da elite britânica concluem seus estudos de ensino médio. Quem sabe foi assim que nasceu a antipatia do marido de Meghan Markle por seu tio mais polêmico, lembrando que tanto Harry quanto a ex-atriz consideram a distância que manterão daqui pra frente do pai das princesas Beatrice e Eugenie como uma das melhores consequências do #Megxit. (Por Anderson Antunes)