30.10.2017  /  10:34

Primeiro lançamento de Harvey Weinstein depois do escândalo rende apenas R$ 2,4 mil

O primeiro lançamento da The Weinstein Company (TWC) depois que veio à tona o escândalo sexual envolvendo Harvey Weinstein, um dos cofundadores da produtora de filmes, dá uma ideia do rumo que a carreira dele tomou: a produção rendeu meros US$ 742 (R$ 2.410) nas bilheterias dos Estados Unidos entre sexta-feira e domingo, uma cifra vergonhosa para os padrões de Hollywood e até pouco tempo atrás absolutamente impensável em se tratando de Weinstein, que dava as cartas por lá antes de cair em desgraça.

O fiasco em questão é o terror “Amityville: O Despertar”, o mais recente episódio da franquia baseada no livro “O Terror de Amityville”, de Jay Anson, um dos maiores sucessos do gênero desde os anos 1970 e uma das principais apostas comerciais da TWC para este ano.

Fora do disputadíssimo mercado cinematográfico americano, no entanto, o longa do diretor Jason Blum estrelado por Jennifer Jason Leigh teve mais sorte (ou menos azar, dependendo do ponto de vista…), e arrecadou US$ 7,2 milhões (R$ 23,4 milhões) com a venda de ingressos em 34 países, inclusive no Brasil, onde fez US$ 723 mil (R$ 2,35 milhões). (Por Anderson Antunes)