21.06.2018  /  13:34

Primeira-ministra da Nova Zelândia Jacinda Ardern dá à luz uma menina e dá lição de empoderamento

Ela se tornou a segunda líder mundial a ter um bebê durante o mandato  || Créditos: Reprodução Instagram

A primeira-ministra da Nova Zelândia, Jacinda Ardern, deu à luz sua primeira filha nesta quinta-feira. O nascimento marca um momento histórico em que ela se torna a segunda líder mundial a ter um bebê enquanto ocupa o cargo. Até então, isso só havia acontecido com a ex-primeira-ministra paquistanesa Benazir Bhutto, em 1990. No post feito em sua conta no Instagram, Ardern publicou foto em que aparece ao lado de seu marido Clarke Gayford com a filha nos braços. “Bem-vinda ao nosso vilarejo pequenina”, escreveu. “Me sentindo muito sortuda por ter uma menina saudável. Ela nasceu às 16h45 pesando 3,300kg. Muito obrigado pelos votos de felicidades. Estamos todos passando muito bem graças à maravilhosa equipe do Auckland City Hospital.”

A gravidez foi acompanhada de perto pelos neo-zelandeses, já que, aos 37 anos, Jacinda representa a mulher moderna, poderosa e mãe, como tantas que existem mundo afora. Não por acaso, se tornou um fenômeno antes mesmo de se eleger, apelidado pela imprensa local de “jacinda-mania”. Helen Clark, ex-primeira-ministra do país, comemorou: “Este é um sinal da nossa maturidade como país e da aceitação de que combinar carreira e família é uma escolha que as mulheres são livres para fazer. Vamos também celebrar Clarke [marido de Ardern], um homem moderno que comemora a alegria de ser pai em tempo integral de uma criança pequena. Para a Nova Zelândia, esses eventos e a forma como nosso país os recebeu serão vistos como inspiradores por todos que defendem a igualdade de gênero e o empoderamento das mulheres.”

Jacinda transferiu suas funções para a vice-primeira-ministra Winston Peters, enquanto tira seis semanas de licença-maternidade, período incomum na Nova Zelândia já que por lá as mulheres retornam ao trabalho apenas um ano após darem à luz. No entanto, ela disse que gostaria de ser consultada sobre questões importantes e continuaria a ler os documentos do gabinete durante o tempo que ficará afastada. Quando voltar ao gabinete, os cuidados com a bebê ficará a cargo do pai, que vai permanecer em casa full time. Glamurama ama!