31.01.2014  /  8:09

Prestes a lançar livro, Paulo Martinez diz como enxerga o universo fashion

Por Manuela Almeida

Com 33 anos de moda no currículo, o stylist e editor de estilo Paulo Martinez decidiu registrar todo o seu know-how em um livro. Uma mistura de nostalgia, crítica e humor, “Moda é F#%@”, da editora Luste Editores, tem fotografias de acervo pessoal, editoriais assinadas por ele, os fatos mais marcantes de sua trajetória e, ainda, depoimentos de personalidades do meio, como Costanza Pascolato, Regina Guerreiro, Alexandre Herchcovitch, Mariana Weickert, Carol Trentini… Ou seja: “Um registro de moda, um registro do coração – voltado para estudantes, curiosos, apaixonados, modelos, fotógrafos, cabeleireiros, maquiadores, produtores, para todo mundo”, resume Paulo. Confira o nosso bate-papo com ele:

Como você enxerga a moda? “Do meu ponto de vista editorial, especificamente para a revista “ffwMAG!”, a moda serve para me ajudar a contar uma história. Ela é um instrumento ou uma arma para eu montar um enredo. Mas, para as revistas mais comerciais, eu mostro a moda como ela é – levando em consideração as tendências do momento.”

Qual depoimento no seu livro mais te surpreendeu?  “Tem tanta gente importante, como os meu chefes – Regina Guerreiro, de quem fui assistente por dez anos, Ivete Vieira Lopes e Paulo Borges, que me deu a ‘ffwMAG!’ de presente. Eles acompanharam a trajetória do meu trabalho. As palavras das modelos também me emocionaram. Eu gosto de brincar que elas são as amadas do tio Paulo, porque eu as conheço há tanto tempo… Mariana Weickert, por exemplo, eu conheci quando ela tinha seis anos.  Eu fui fazer um trabalho em Blumenau, a cidade dela, e ela passou no casting das crianças. Eu me lembro que ela puxou a minha camisa e perguntou:  ‘Tio, qual vai ser o meu cachê?’ (risos)” . 

Qual foi a lição mais importante que você aprendeu na sua carreira? “Que eu ainda não sei nada. Sempre tem alguma coisa para melhorar. Fazer fotografia de moda é sempre uma surpresa, um improviso.”  

Qual tema de editorial de moda você nunca fez e sonha em fazer?  “Eu quero fazer um editorial só com transexuais. Eu quero tratá-los de uma forma muito normal, como se eles fossem modelos normais. E são, não é?”

Qual projeto de moda você considera a melhor de sua carreira? “Quando eu era assistente da Regina [Guerreiro], ela implicava que eu tinha imagem, mas não texto. Eu acabei escrevendo uma matéria pequena para a ‘Revista Simples’ chamada ‘Amar Moda É’. Adorei aquele trabalho.” 

Quais revistas de moda alternativa você gosta?  “Eu não tenho muito interesse, eu gosto de livros de fotografia. Isso foi um raciocínio que eu aprendi com as minhas chefes – sempre buscar referências em livros, filmes, etc. Eu não uso revistas como referência para o meu trabalho.” 

Em qual novo talento do meio fashion você apostaria as suas fichas? “Adoro achar novos talentos. Eu gosto muito do Christopher Alexander, designer que faz brincos gigantes.”  

 Serviço: 

Lançamento do livro “Moda é F#%@” de Paulo Martinez

Quando: 4 de fevereiro

Onde:  Livraria Cultura do Shopping Iguatemi