04.09.2019  /  9:00

Prestes a completar 80, Costanza Pascolato lança livro e fala sobre geração ageless: “O mais difícil foi escrever sobre a idade”

Às vésperas de completar 80 anos, Costanza Pascolato lança o seu livro, A Elegância do Agora / Crédito: Divulgação

Às vésperas de completar 80 anos, Costanza Pascolato lança o livro “A Elegância do Agora”, em que conta um pouco de sua importante história na moda brasileira, além de filosofia, beleza, psicologia e questões mais profundas como sororidade, feminismo, idade e a importância de observar a sociedade. Sempre curiosa, a empresária e consultora não gosta de ficar parada e o seu lema é renovação… o tempo todo. Esse é um dos segredos que ela revela ao Glamurama para se manter jovem e ativa. “Sou curiosa e entendo que a gente tenha que observar o tempo todo o que acontece no mundo. Vivi muito, passei por diversas épocas diferentes da sociedade e cada momento deve ser analisado. Tive filhos, netos e costumo olhar com atenção a maneira como eles se comportam e pensam. É impossível viver bem sem entender o contexto em que estamos inseridos agora. Sem contar que, quem trabalha com moda, precisa estar atualizado. A moda é a representação de uma época”, explica.

Com bom humor, Costanza prova que regra de etiqueta não é um assunto ultrapassado e não significa superioridade. Pelo contrário, ela faz questão de lembrar que a ética deve ser igualitária, feita para unir. “Seria muito bom se etiqueta fosse um assunto mais comentado. As pessoas perderam um pouco da noção, do senso. Essas regras são simplesmente normas de conduta de pequenas ações do dia a dia. Claro que elas mudaram com o tempo, mas o maior problema é acreditarem que tem a ver com superioridade. Não é assim. É a arte do respeito, independente de tudo. A etiqueta democrática nos aproxima de maneira civilizada”, revela.

Outra característica forte dela, que é impossível não perceber, é sua autenticidade. Costanza é dona de uma postura feminista e esteve presente em grandes revoluções do guarda-roupa feminino. Mas é a sua sinceridade que segue impressionando. “Eu escolho ser sincera porque esse é o caminho mais fácil. A mentira te faz andar para trás, e não é certo”, conta.

Em época de ‘millennials’, ou geração Y, como também são conhecidos, não é difícil para Costanza se manter atualizada, mas a idade é justamente um dos temas mais impactantes em seu livro. E o capítulo que ela achou mais complicado de escrever. “A parte mais difícil com certeza foi a questão da idade. Acredito que esse assunto é muito contemporâneo. O que mais angustia é o fato de que eu tenho bem menos tempo para viver. Não sou mais jovem. Por isso procuro viver do melhor jeito possível, com consciência e buscando atividades como meditação.”

Mas nada de geração Y, Costanza explica um pouco sobre os Perennials, ou geração ageless. O termo, criado por Gina Pell, descreve bem o que ela é: uma mulher que possui gostos e hábitos de diversas faixas etárias, e não tem medo de assumir postura forte. “Uma pessoa ageless é aquela que não tem medo de se reinventar. Eu não gosto de ficar parada ou de me sentir fora de moda. Gosto de renovação”, conclui. O livro “A Elegância do Agora” será lançado na próxima segunda, dia 9 de setembro, no Shopping Iguatemi. Vida longa, Costanza! (por Jaquelini Cornachioni)