Jair Bolsonaro || Créditos: Marcos Corrêa

Presidente, ministro, governador e prefeito… confira os políticos que já foram diagnosticados com Covid-19

18.09.2020  /  12:41

Jair Bolsonaro || Créditos: Marcos Corrêa

Ocupando os cargos mais importantes do país, alguns políticos não conseguiram ficar imunes à pandemia do novo coronavírus. Várias autoridades foram diagnosticadas com Covid-19 durante o ano de 2020 e precisaram ficar de quarentena até se sentirem melhor para voltarem ao trabalho. Rodrigo Maia é o caso mais recente. Relembre, a seguir, alguns deles.

Jair Bolsonaro

O presidente afirmou que foi diagnosticado com a doença em 7 de julho. Após sentir alguns sintomas como febre, mal-estar, dor muscular e cansaço, ele fez um teste. Depois de ficar durante 20 dias isolado no Palácio do Alvorada, em Brasília, Bolsonaro disse que estava “imunizado”.

Alcolumbre || Créditos: Agência Brasil/Fábio Rodrigues Pozzabom

Davi Alcolumbre

O presidente do Senado testou para a doença e o resultado foi positivo. O anúncio sobre o caso foi feito 18 de março. Ele não teve sintomas severos da doença. Apenas apresentou uma leve indisposição. Mesmo assim, Alcolumbre seguiu em isolamento domiciliar e voltou à ativa no dia 2 de abril.

Fux || Créditos: Divulgação

Luiz Fux

O ministro do STF Luiz Fux testou positivo para o Covid-19 na última segunda-feira (14) depois de evento em que ele tomou posse como presidente do Supremo Tribunal Federal. Fux soube da doença depois de procurar um médico ao notar que estava com febre. As suspeitas é que ele tenha contraído o vírus em um almoço de confraternização que fez com a família no fim de semana antes da solenidade. Em isolamento desde então, o ministro segue bem está trabalhando de casa.

Maia || Créditos: Luis Macedo

Rodrigo Maia

O presidente da Câmara dos Deputados foi diagnosticado com o coronavírus dias depois, na quarta-feira (16), depois de ter comparecido à posse do ministro Luiz Fux para a presidência do Supremo Tribunal Federal. Maia manifestou sintomas brandos da doença e está se tratando na Residência Oficial da Câmara, onde seguirá isolado e respeitando as recomendações médicas.

Doria || Créditos: Divulgação

João Doria 

O governador de São Paulo afirmou que tinha recebido o diagnóstico positivo para Covid-19 em 12 de agosto. No entanto, ele declarou em vídeo publicado em sua conta do Twitter que estava assintomático e que cumpriria isolamento. Mesmo com a doença, Doria exerceu suas funções de casa durante o período e voltou aos trabalhos presenciais depois de fazer a quarentena.

Covas || Créditos: Romena Rosa/Agência Brasil

Bruno Covas

O prefeito de São Paulo anunciou no dia 13 de junho que tinha testado positivo para a doença. Sem sintomas, ele despachou de casa durante seu isolamento social e seguiu em observação. Em vídeo postado em seu Instagram, o prefeito disse na ocasião que não iria se licenciar do cargo.

Witzel || Créditos: Fernando Frazão/Agência Brasil

Wilson Witzel

O governador afastado do Rio de Janeiro informou a população que tinha sido diagnosticado com Covid-19 em 14 de abril por meio de um vídeo publicado nas redes sociais. Com febre, dor de garganta e perda de olfato, ele resolveu fazer um teste e o resultado confirmou as suspeitas sobre a situação. Em seu posicionamento online, ele disse que continuaria trabalhando do Palácio Laranjeiras seguindo as “restrições” médicas.

Renan Filho || Créditos: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Renan Filho

Em 25 de abril de 2020, o governador do Alagoas foi diagnosticado com Covid-19. No dia 7 de maio, no entanto, ele já estava recuperado e voltou às atividades cotidianas. O tratamento dele foi feito dentro de casa e ele não apresentou nenhum sintoma, tendo que fazer seu teste duas vezes para confirmar a presença do vírus em seu organismo. (Por Giorgia Cavicchioli)