17.03.2020  /  19:03

Empresário cearense infectado com COVID-19 em Trancoso vira caso de polícia. Entenda!

Trancoso || Créditos: Reprodução

Está rolando a maior comoção no Ceará. O motivo? O caso envolvendo Cláudio Henrique do Vale Vieira, presidente da CVPAR, empresa do ramo financeiro. Glamurama explica: Ele e a mulher Renata zarparam com mais oito amigos para curtir o fim de semana em Trancoso. Não seria nada demais se, dias antes, o empresário cearense não tivesse dado entrada no hospital Albert Einstein com sintomas de COVID-19 e feito exames para detectar a doença. O casal estava entre os convidados do casamento de Marcella Minelli e Marcelo Bezerra realizado em Itacaré, no dia 6, evento que desencadeou inúmeros casos de coronavírus.

Após o exame, antes mesmo de saber se estava ou não doente, Cláudio pegou um jatinho de São Paulo para Porto Seguro, e se instalou em sua casa em Itapororoca, em Trancoso. Como se não bastasse, contratou um grupo de funcionários para trabalhar durante sua estadia por lá. O que ele não esperava era que um dos empregados iria denunciá-lo. Resumo da ópera: Cláudio teve que procurar atendimento em hospital de Porto Seguro, sua mulher acabou apresentando sintomas – descartados posteriormente com o resultado negativo dos exames -, dois funcionários contaminados e um processo por parte do governo da Bahia. Em sua defesa, Claudio e Renata publicaram carta aberta em que explicam que o resultado do teste só ficou pronto quando eles já estavam na Bahia. Vale lembrar que, quando há a suspeita de estar infectado, a ordem é ficar em quarentena até que saia o resultado. Não foi o que fez o empresário.