24.03.2018  /  9:00

Preço de imóveis de famosos em NY estão despencando e a culpa pode ser de Harvey Weinstein

Ryan Serhant e seu novo endereço: ele assumiu o risco || Créditos: Getty Images/Reprodução

Um dos astros do reality sobre o mercado imobiliário de Nova York “Million Dollar Listing New York”, o top corretor de imóveis Ryan Serhant passou para o outro lado da mesa de negociações nesta semana quando comprou a townhouse do escritor Jonathan Safran Foer, autor do best-seller “Uma Vida Iluminada”, que inspirou o filme de mesmo nome estrelado em 2005 por Elijah Wood e dirigido por Liev Schreiber. Localizada no hypado Boerum Hill, um “mini bairro” que fica dentro do Brooklyn, a propriedade com mais de 740 metros quadrados recentemente reformada estava à venda por US$ 10,5 milhões (R$ 34,8 milhões), mas Foer aceitou fechar o negócio por pouco mais de US$ 7,9 milhões (R$ 26,2 milhões).

Não que Serhant tenha usado seu poder de convencimento para conseguir o “descontão” de quase 25%, é que os pied-à-terres de celebridades, que num passado não muito distante chegavam a ser disputados a tapas, hoje em dia atraem cada vez menos interessados e, como consequência, seus preços estão despencando.

E um dos motivos por trás dessa debandada é dos mais bizarros: desde a venda da mansão de Harvey Weinstein nos Hamptons, depois de anos e por um preço bem abaixo do anunciado por causa do escândalo sexual no qual ele se envolveu, tem muita gente com medo de desembolsar horrores por uma casa que já foi de uma celeb e eventualmente ter dificuldades para se desfazer dela em razão de um possível “provenance” bombástico deixado pelo dono anterior. Todo cuidado é pouco! (Por Anderson Antunes)