Marina Helou || Créditos: Divulgação/Iury Carvalho

Pré-candidata mais jovem à prefeitura de SP, deputada Marina Helou quer desenvolvimento sustentável para a cidade

10.09.2020  /  18:12

Marina Helou || Créditos: Divulgação/Iury Carvalho

A deputada estadual Marina Helou (Rede Sustentabilidade), 33 anos, é, até o momento, a mais jovem pré-candidata à Prefeitura de São Paulo. Para ela, o fato é positivo. “As pessoas querem um olhar novo para a cidade, novas propostas, mas com experiência e preparo. E isso eu tenho”, diz, explicando que nos últimos dez anos buscou aprofundar sua atuação política e seus conhecimentos estratégicos para entender como sugerir políticas públicas.

Com a ambição de mudar o contexto da cidade, a deputada quer gerir de forma diferente da que nomes clássicos da política local vêm fazendo. Deseja que São Paulo se torne uma cidade mais sustentável, com menos desigualdade e com um olhar focado na equidade de gênero para solucionar problemas estruturais. Alguns de seus principais focos para reduzir as disparidades na sociedade paulistana são 100% de saneamento básico e internet como um direito, além de qualidade na educação. “São Paulo precisa sair da mesmice”, diz. Para a pré-candidata, é necessário que o município tenha inovação e desenvolvimento sustentável, mas que tudo precisa ser feito com base em evidências e estudos.

Com apoio das principais lideranças de seu partido, como é o caso da ex-ministra Marina Silva, a deputada explica que não vai abandonar o mandato para se candidatar às eleições municipais que acontecem em novembro. “Continuo trabalhando na Assembleia, cumprindo todas as responsabilidades”, afirma. Mas ela quer mais: trazer representatividade para as pessoas que não se enxergam nos cargos executivos. Inclusive, diz que a escolha do vice terá esse pensamento como foco. “Quem vier vai colaborar para a nossa visão para a cidade. Essa definição vai acontecer em 15 de setembro”, finaliza. (Giorgia Cavicchioli)