04.01.2019  /  8:09

Por pressão da colega Ellen DeGeneres, Kevin Hart afirma que poderá, enfim, apresentar o Oscar

Kevin Hart e Ellen DeGeneres || Créditos: Divulgação

Teve reviravolta das grandes no imbróglio que se tornou a escolha do apresentador para a próxima cerimônia de entrega do Oscar. Anunciado no mês passado como o mestre de cerimônias da grande noite do cinema, Kevin Hart desistiu da tarefa pouco mais de 48h depois de recebê-la, em razão dos tuítes de teor considerado homofóbico que ele postou anos atrás e que ressurgiram mediante a atenção que seu nome atraiu por causa do job.

Mas agora o comediante afirmou que está reconsiderando a decisão e poderá, enfim, de fato apresentar o próximo Oscar. E tudo por “culpa” de Ellen DeGeneres, que usou seu poder e influência para convencer a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood, responsável pela premiação, a dar uma segunda chance para o colega.

“Eu liguei para eles [os membros da Academia] hoje e o que me disseram depois que conversamos é que topam ter você de volta”, DeGeneres, que já apresentou o Oscar duas vezes, disse no episódio desta quinta-feira de seu talk show, no qual entrevistou Hart. A resposta dele? “Vou pensar nisso com carinho”, devolveu o astro de 39 anos.

Pelo jeito aquela ideia genial que Sandra Bullock teve para resolver o problema que se tornou a titularidade da apresentação do Oscar marcado para o dia 24 de fevereiro, deixando tudo a cargo das atrizes e atores que estiverem sentados nas primeiras filas do Dolby Theatre, o palco do evento cinematográfico, realmente não vai se tornar realidade. (Por Anderson Antunes)