22.06.2016  /  13:30

Por motivos de saúde, Gil e Lenine cancelam participação em premiação

 

a
Seu Jorge durante ensaio do Prêmio da Música Brasileira, no Municipal do Rio || Crédito: Caíque Cunha

Gilberto Gil e Lenine, que iriam se apresentar no 27º Prêmio da Música Brasileira, nesta quarta-feira, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, tiveram que cancelaram suas participações – por motivos de saúde. Gil está em São Paulo tratando de uma insuficiência renal, enquanto Lenine se recupera de uma amigdalite. João Bosco ficará com a incumbência de interpretar a música “Galope” de Gonzaguinha – homenageado da noite -, originalmente pensada para os três músicos juntos.

Apesar das baixas, o diretor do evento, Zé Maurício Machline, preparou uma surpresa para o final do show:  Seu Jorge vai cantar a música “É”, uma das mais conhecidas de Gonzaguinha, morto em 1991. “É” promete empolgar a plateia com a sua letra engajada – em um momento político conturbado quanto o nosso. Para quem não se lembra, a letra diz: “A gente quer viver todo respeito / A gente quer viver uma nação / A gente quer é ser um cidadão / A gente quer viver uma nação”.

O Prêmio da Música Brasileira vai contar ainda com apresentações de nomes como Elza Soares, João Bosco, Alcione, Ney Matogrosso e Criolo,  além de Fernanda Gonzaga, Daniel Gonzaga e Amora Pêra, filhos de Gonzaguinha.

*

Momentos marcantes da trajetória do músico serão encenados no palco em esquetes protagonizados por Dira, na pele de Dina, mãe de Gonzaguinha, e por Júlio, que vive o papel do compositor. Zélia Duncan assina o roteiro da cerimônia e Gringo Cardia assina a cenografia e direção de arte. Já os figurinos, ficam por conta de Cao Albuquerque e Giovanni Targa.