14.05.2018  /  15:51

Por dentro do novo restô da Fondazione Prada, em Milão que já nasce hotspot

Atmosfera do Ristorante Torre, recém-aberto na Fondazione Prada em Milão|| Créditos: Divulgação

Finalmente ficou pronta a última peça que faltava no quebra-cabeça da Fondazione Prada, em Milão: a Torre, que fica no centro do complexo criado para abrigar o acervo de arte contemporânea de Miuccia e Patricio Bertelli. Depois de um ano em obras, o Ristorante Torre abriu suas portas no sexto e sétimo andares da construção em um espaço que já nasce hotspot.

Logo na entrada, clientes são recebidos com lareira dos anos 1950 assinada pelo artista italiano Lucio Fontana. Pelo salão, o toque artsy segue com obras importantes da coleção da Fondazione – pinturas e esculturas de artistas, como Goshka Macuga, Jeff Koons e John Wesley – nas paredes ao lado de pratos criados por artistas como John Baldessari, Thomas Demand e Mariko Mori. Pé direito alto e janelas de vidro que vão do chão ao teto complementam a atmosfera moderna, assim como o terraço que promete ser o local mais concorrido da casa, com vista para o centro da cidade.

Mas não pense que a comida é um detalhe: o menu do chef Fabio Cucchelli reúne receitas de diversas regiões da Itália, mas com toque autoral. E a partir do próximo ano, um elenco rotativo de jovens chefs vindos de todas as partes do mundo vão assumir a cozinha do Ristorante Torre por duas semanas, dando um boost de inovação ao cardápio. Mesa para dois?