30.09.2016  /  10:49

Por dentro do jantar de 10 anos da Revista J.P chez David Bastos. Vem!

Joyce Pascowitch e David Bastos || Crédito: Paulo Freitas
Joyce Pascowitch e David Bastos || Crédito: Paulo Freitas

Não é todo dia que uma publicação impressa comemora dez anos de vida e a Revista J.P celebra uma década em outubro, mas como nós adoramos um agito, por que não uma pré-party só para deixar aquele gostinho de quero mais? Foi isso que a revista fez na noite dessa quinta-feira, em São Paulo. Com a licença e o convite do arquiteto David Bastos, prata da casa e habitué em nossas páginas, invadimos, com o perdão da palavra, o apartamento dele nos Jardins, para um jantar dos mais animados em torno daqueles que nos acompanham de perto desde o primeiro número. Antes de serem convidados, os pouco mais de 50 nomes que disseram sim ao nosso RSVP são amigos.

No alto do décimo sétimo andar, nem o vento e a brisa fria do começo da primavera desanimou quem disputava um lugar no terraço, todo decorado com arranjos e flores da Penno Flores, de Renata Penno; que disputavam atenção lado a lado com as concorridas tábuas de queijos Faixa Azul, espalhadas em pontos estratégicos e cobertas com pedaços de parmesão, gouda, camembert e blue cheese – só para citar algumas das opções. E se o friozinho pede uma taça de vinho, porque não deixar as tradições de lado e optar por algo diferente? Foi o que fizemos e não deu outra, taças de champagne Taittinger fizeram a festa, do jeito que a gente gosta. E quem não estava a fim de borbulhas, drinks preparados com vodka Grey Goose fizeram sucesso no bar, assim como a cerveja Miller, gelada na medida certa.

Entre um drink e outro, as turmas se encontravam, o papo rolava solto e a noite fluía sem pressa – a música ambiente, cheia de hits da MPB, Bossa Nova e Jazz foi a surpresa da vez e toda seleção foi feita pelo próprio David, que fazia questão de acompanhar a evolução do som conforme a noite ia ganhando forma. Entre os convidados da noite, passaram por lá o colunista Zé Simão, dono de uma das gargalhadas mais gostosas da cidade – e dono também de um lenço Prada com estampa temática inspirada no Brasil, item raro; Fernanda Barbosa, Carol e Dado Castello Branco, Emar Batalha, Helena Mottin, Vanda Jacintho, Tato Malzoni, Fernanda de Goeye e Marcos Campos e João Cury – só para citar alguns nomes.

Para petiscar, bowls de ceviche davam uma pista do que a chef Aninha Gonzalez havia preparado para o jantar. Afinal, foi ela quem assinou o menu que fez muita gente fugir da dieta. Para começar, saladas de quinua e verde com erva doce e beterraba confit davam o tom. Logo em seguida, era impossível dizer não ao arroz de lula, fritada de siri e leite de coco e ravioli de cogumelos e queijo rei ao molho de zabaione de parmesão e papoula. Não repetir era quase como fazer feio. Para adoçar, mais gostosuras: grand gateau de chocolate, tiramissú de frutas vermelhas, a tradicional (e deliciosa!) cocada de forno da Aninha (um clássico) e mil folhas crocante de tangerina estavam à espera de quem não dispensa uma boa sobremesa. De dar água na boca…

Tudo terminou pouco antes da meia noite, e serviu como warm up do que vem a seguir. Afinal, a festa mesmo só acontece em outubro. Mais surpresas estão a caminho e a galeria de fotos abaixo não deixa dúvidas de que estamos só começando. Chega mais…